Em meio às atividades suspensas por precaução contra o Coronavírus, o Manchester United segue se movimentando nos bastidores. A BBC informa nesta terça-feira (17) que o clube acionou a opção de extensão de um ano de contrato de Nemanja Matic, cujo vínculo se encerrava ao fim desta temporada. A renovação é, de certa forma, uma recompensa à importância que o sérvio tem tido no despertar do United na temporada nas últimas semanas.

Embora a série de 11 jogos sem derrota tenha começado antes da chegada de Bruno Fernandes, a influência do português no jogo ofensivo do Manchester United ultimamente é inegável. Com quatro assistências e três gols em seus primeiros nove jogos, o ex-sportinguista virou um símbolo do renascimento dos Red Devils na temporada. E, ainda que isso seja um crédito merecido ao português, Nemanja Matic também merece sua exaltação.

Diante das ausências de Paul Pogba e Scott McTominay por lesão, o sérvio passou a formar um duplo pivô com Fred à frente da zaga e atrás de Fernandes e deu segurança ao sistema do United. Na série de 11 jogos sem derrotas, são nove jogos sem ser vazados, com apenas dois gols sofridos. Maguire, Shaw e Wan-Bissaka têm muito crédito nestes números, mas Matic também o tem.

Com Fred vivendo sua melhor temporada desde que chegou ao Manchester United, influenciando sobretudo a transição e o momento ofensivos, cabe ao veterano ficar postado mais atrás, dando suporte à defesa. Muitas vezes, é ele também a válvula de escape por baixo para a defesa quando esta se vê pressionada pelos adversários. Sem se afobar, o sérvio segue seu estilo de jogo e desafoga, quando necessário, a saída.

Sua importância tem sido tamanha que mesmo com a volta de McTominay de lesão, Matic manteve o posto de titular. Agora, é recompensado com uma extensão de contrato que, apenas poucos meses atrás, parecia improvável. Merecidamente, o sérvio era visto como um dos nomes do elenco que precisavam ser despachados em meio à limpa que Solskjaer tem promovido.

É impossível também não olhar para a ativação da cláusula como uma maneira do United de se precaver contra problemas contratuais que o encerramento tardio da temporada da Premier League possa acarretar. O vínculo de Matic, afinal, ia até 30 de junho, e hoje é difícil afirmar que o Campeonato Inglês terminará antes disso.

A BBC acrescenta ainda que existe a chance de que o meia fique até além de junho de 2021. O sérvio, de 31 anos, chegou ao Manchester United em 2017, por £ 40 milhões, vindo do Chelsea. E, caso permaneça por mais tempo do que o novo vínculo estipula, completaria 33 anos nos Red Devils, possivelmente chegando aos 34 com a camisa vermelha.

De um jeito ou de outro, Matic mereceu o voto de confiança pelo papel que mostrou que pode ter neste novo United que se desenha. Com Paul Pogba prestes a voltar a estar em condições, a briga por uma vaga entre ele, o sérvio e Fred será interessante. Um tipo de dor de cabeça positiva ao técnico Solskjaer.