O Manchester United conseguiu uma vitória importante neste sábado, diante do Burnley, no último jogo do time no ano. Fora de casa, venceu por 2 a 0 e subiu para o quinto lugar na tabela, se aproximando do quarto colocado, Chelsea. É a segunda vitória seguida do time, que já tinha batido o Newcastle na temporada passada. O time melhorou o desempenho e isso tem a ver especialmente com dois jogadores: Marcus Rashford e Anthony Martial, também autores dos gols do time nesta partida.

Os dois atacantes têm feito a diferença para o Manchester United na temporada. Desde o retorno de Martial, o time melhorou seu desempenho, com Rashford atuando pelos lados do campo. O United sentia a falta de um centroavante e Martial tem cumprido bem esse papel. Sua velocidade, capacidade de finalização e compostura em frente ao gol tem sido muito úteis ao time.

Foi assim que o Manchester United abriu o placar, aliás. Em um erro de Charlie Taylor, que tinha a posse da bola, mas perdeu para Andreas Pereira, que rapidamente acionou Martial no meio. Sozinho, o francês dominou e tocou com tranquilidade para tirar do goleiro e marcar 1 a 0, aos 44 minutos.

Mesmo melhor em campo, o United perdia chances de marcar e decidir de vez o jogo. Com o passar do tempo, o Burnley foi tentando chegar ao ataque, mesmo sem trabalhar muito as jogadas. Até por isso, tinha dificuldades para chutar a gol.

Ole Gunnar Solskjaer levou a campo Jesse Lingard, sacando Andreas Pereira. O brasileiro fez uma boa partida, mais uma vez o titular como o meia central de um 4-2-3-1 que tem funcionado bem. Colocou ainda Luke Shaw mais tarde, tirano o centroavante Martial e fechando mais o time.

Nos acréscimos, um contra-ataque matou o jogo. Daniel James puxou o ataque pela direita e viu Rashford entrar pelo meio e passou para ele. O camisa 10 dominou mal a bola, tentou o drible no goleiro Nick Pope, que fechou bem o ângulo, e o jogador do United deu sorte. A bola tocou no goleio e ainda sobrou para ele, que avançou e finalizou todo desajeitado, de carrinho, mas marcou o segundo gol do jogo e definiu o placar: 2 a 0.

O resultado leva o Manchester United ao quinto lugar, pulando o Tottenham, que tropeçou contra o Norwich. Os Red Devils têm 31 pontos, um a mais que os Spurs. O Chelsea, que ainda joga na rodada contra o Arsenal, tem 32 pontos. Definitivamente, o Manchester United está de volta à briga pelo chamado top-4, por classificação à Champions League.

É um primeiro sinal de consistência de um time que oscilou demais na temporada. E consistência é a chave para estar entre os quatro primeiros colocados, nas palavras do próprio Solskjaer ao longo da semana. Essa sequência será colocada à prova na próxima rodada, quando o Manchester United visita o Arsenal no Emirates. O Burnley, por sua vez, recebe o Aston Villa. Os dois jogos acontecem no dia 1º, bem no ano novo de 2020.

Classificações Sofascore Resultados