Marta segue fazendo história: é indicada ao prêmio de melhor do mundo pela 13ª vez na Fifa

Cinco vezes vencedora do prêmio, Marta concorrerá mais uma vez pelo prêmio de melhor do mundo, The Best, da Fifa

A brasileira Marta está entre as 10 indicadas ao prêmio The Best, da Fifa, para melhor jogadora do ano. Vencedora do prêmio em cinco anos (2006, 2007, 2008, 2009, 2010), a brasileira esteve entre as finalistas também em 2004, 2005, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2016. Desde 2004, só em dois anos Marta não esteve entre as três melhores do mundo: em 2015 e 2017. Aos 32 anos, a brasileira atualmente defende o Orlando Pride, dos Estados Unidos. Capitã da seleção brasileira, Marta foi quem levantou o troféu da Copa América em abril. Pelo Orlando Pride, que é atualmente o quarto colocado da National Woman’s Soccer League (NWSL). A camisa 10 é uma das estrelas da liga.

LEIA TAMBÉM: Vadão está na lista de melhores técnicos do ano no futebol feminino no prêmio The Best

Além de Marta, a lista é bem variada. Outras duas jogadoras que atuam na NWSL também estão indicadas: a americana Megan Rapinoe, do Seattle Reign, e a australiana Samantha Kerr, do Chicago Red Stars. A jogadora australiana atua também pelo Perth Glory, da liga australiana, que é disputada de novembro a fevereiro, enquanto a liga americana vai de março a setembro.

Só um país tem mais de uma indicada: a França, com Amandine Henry e Wendie Renard, ambas jogadoras do Lyon, campeão da Champions League. Aliás, o clube é quem mais tem jogadoras na lista. Além das duas francesas, outras quatro jogadores da equipe está entre as 10 indicadas: a inglesa Lucy Bronze; a norueguesa Ada Hegerberg; a japonesa Saki Kumagai; e a alemã Dzsenifer Marozsán.

Vale lembrar que em 2019 teremos a Copa do Mundo feminina, na França, entre 7 de junho e 7 de julho. O Brasil de Marta estará lá. O sorteio dos grupos será no dia 8 de dezembro.

A votação do prêmio The Best de melhora jogadora do mundo tem três frentes: Uma é do público, que pode votar na sua indicada preferida pelo site da Fifa. Outra frente é das capitães e técnicas. Por fim, outra é de jornalistas.

Veja as 10 indicadas ao prêmio de melhor jogadora:

Lucy Bronze (Inglaterra/Lyon)
Pernille Harder (Dinamarca/Wolfsburg)
Ada Hegerberg (Noruega/Lyon)
Amandine Henry (França/Lyon)
Samantha Kerr (Austrália/Sky Blue FC/Perth Glory FC/Chicago Red Stars)
Saki Kumagai (Japão/Lyon)
Dzsenifer Marozsán (Alemanha/Lyon)
Marta (Brasil/Orlando Pride)
Megan Rapinoe (EUA/Seattle Reign)
Wendie Renard (França/Lyon)