O defensor Mário Fernandes, do Grêmio, não embarcou no vôo para Belém e disse não querer defender a Seleção Brasileira no amistoso contra a Argentina, na quarta-feira. Segundo seu empresário, o jogador justificou que está focado no Grêmio.

O empresário do jogador, Jorge Machado, afirmou que ele tinha acordado atrasado, conseguiu uma nova passagem, mas depois o jogador afirmou que não quer defender a Seleção Brasileira.

Jorge Machado afirmou ainda que o jogador não se sente confortável e não quer ir. O empresário afirma ainda que o jogador sabe das consequências desse seu ato. O jogador deve se pronunciar sobre o assunto até terça-feira. A CBF deve confirmar o corte do jogador do Grêmio.