Muita gente elogia o Coritiba, sobretudo a montagem do time. E, mesmo assim, o Coxa não consegue sair da parte de baixo da tabela. Ao contrário do que ocorreu ano passado, a equipe ainda não se reergueu após a perda da final da Copa do Brasil.

Para falar da campanha do time, falei rapidamente com o técnico Marcelo Oliveira. Ele admite que o trauma do rebaixamento de 2009 ainda está presente no Alto da Glória, mas reclama da arbitragem contra o Palmeiras na finald a Copa do Brasil.

O torcedor do Coritiba reagiu mal em relação aos dois vices da Copa do Brasil? 

Que eu saiba, não. Todos me cumprimentam, todos elogiam. E tem de ser assim mesmo, eram 64 clubes e ficamos na frente de 62. E não se pode esquecer que a gente foi roubado aí em São Paulo. Teve um pênalti que não deram e que mudaria a história do campeonato

 

Sim, mas a verdade é que torcedor nunca está feliz. Se é vice um ano, comemora, se é vice de novo, acha que é repetição, que não fez mais que a obrigação.

Torcedor de rede social é mais chato, reclama mais, mas o que vai ao treino, que acompanha o time está sempre elogiando pelos dois vices.

 

Houve críticas porque você foi cauteloso nas duas finais, mudando um pouco o time que estava jogando?

Ah, nem quero falar nisso. Eu trabalho duro para ganhar título e não para agradar torcedor. Se não gostaram, não posso fazer nada. Não vivo para agradar torcedor.

 

Qual a diferença das condições de trabalho entre Coritiba e Atlético Mineiro?

O Coritiba não tem a mesma estrutura que Atlético e Cruzeiro, mas está trabalhando muito bem. Vai ser um dos grandes clubes do Brasil. É preciso olhar o futebol fora do eixo Rio-São Paulo. Tem muita coisa boa. E o Coritiba é ótimo.

 

No primeiro turno, aí em Curitiba, após perder por 2 a 0, o Geninho, técnico da Portuguesa, disse que foi uma derrota dura porque os dois times estavam brigando para não cair. Você retrucou e disse que o Coritiba lutaria na parte de cima da tabela. Quem estava certo?

Olha, não tenho nada contra o Geninho. Ele fez a análise dele e eu discordei. Eu não entro em campeonato pensando em não cair. Entro para ganhar títulos.

 

Mas a previsão dele estava certa?

Eu continuo pensando alto, mas a verdade é que, no momento, temos de afastar esse fantasma aí do rebaixamento. O clube caiu em 2009 e ainda existe um trauma sobre isso. Temos de reagir logo para evitar pressão extra.

 

O time não está ganhando fora de casa. Por quê?

Não está conseguindo fazer os gols. Fizemos boas partidas contra o Flamengo e dominamos o segundo tempo contra o Botafogo, mas a bola não entrou. E ainda tomamos gols de bola parada, o que não é comum.

 

Tem alguma outra causa para explicar o mau momento?

Fizemos 59 jogos no ano e só pude repetir o time duas vezes por causa de contusões e punições. E perdemos jogadores importantes como o Lucas Mendes.

 

Você gosta do 4-2-3-1?

Gosto bastante. É um esquema que preenche bem os espaços, com jogadores se movimentando bastante.

 

Você acha que o Ney Franco vai ter sucessoem São Paulo?

Sim, ele entende de futebol e está em um grande clube. Tem tudo para dar certo.

 

Você vai renovar com o Coritiba independentemente de quem vencer a eleição?

Meu contrato termina em dezembro e ainda não pensei no futuro.

 

É verdade que você não tem bom relacionamento com o diretor Felipe Ximenes?

De onde você tirou isso? Nunca tive problema com ele e nem com outros diretores em toda minha carreira.