Com a vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo, o Cruzeiro manteve a distância de seis pontos em relação ao segundo colocado São Paulo. No importante triunfo no Mineirão, Marcelo Moreno foi o dono do grande lance da partida, mesmo sem ter balançado a rede. Foi a partir de sua conduta ética que o atacante ganhou os holofotes nesta rodada do Brasileirão. Abrindo mão de uma ótima chance de gol para seu time, Moreno avisou ao árbitro de seu erro ao assinalar tiro livre indireto para o Cruzeiro.

VEJA TAMBÉM: Com golaço de Marquinho e outro de Egídio, Cruzeiro fica mais perto do título

Pressionado na lateral esquerda pelo atacante cruzeirense, Júnior César tentou o passe para um companheiro, mas Moreno desviou a bola no meio do caminho, e ela foi até às mãos de Jefferson. O goleiro agarrou a bola, e imediatamente o árbitro Elmo Alves Resende Cunha apitou a irregularidade, sem hesitação. Foi então que o atacante interveio e explicou o que tinha acontecido, e o juizão resolveu voltar atrás. Em entrevista após o apito final do primeiro tempo, Jefferson exaltou o gesto do adversário: “Atitude de homem, profissional e que tem caráter. É disso que o futebol está precisando”.

Quando esse tipo de coisa acontece em competições estrangeiras, sobram comentários de comparação ao Brasil, como se em nosso país tal ato não fosse possível. A ação de Moreno, elogiável em qualquer canto do mundo, ganha ainda mais valor por aqui. Tanto como prova quanto como exemplo a ser seguido.