O Liverpool prepara-se para uma maratona. Serão dez jogos em um intervalo de um mês, entre os começos de dezembro em janeiro. Disputará as quartas de final da Copa da Liga Inglesa um dia antes da semifinal do Mundial de Clubes. Um título pode ser conquistado, outro pode ficar mais próximo, e ainda há rodadas difíceis da Premier League, como o Leicester no Boxing Day, o Wolverhampton e o Sheffield United. Nada que preocupe Sadio Mané.

“Honestamente, acho que está tudo na cabeça. O cansaço está na cabeça de cada um. Desde que o corpo se recupere, não é difícil para nós jogar todos os jogos. Se o time precisar de nós, se o treinador precisar de nós, acho que conseguiremos jogar e ajudar o time. Estou aqui para trabalhar todos os dias e estar pronto novamente todos os dias”, disse.

A última temporada, aliás, foi uma das mais longas para Mané, que jogou a final da Champions League no começo de junho e a da Copa Africana de Nações, por Senegal, em 19 de julho. “Ao fim da temporada passada, eu estava em forma. Dava para ver porque eu estava sempre posicionado para fazer os gols e fiz os gols! Não posso reclamar. Posso apenas dizer que estava em forma e aproveitando – acho que todos os jogadores estão em forma porque somos bem sucedidos. Você tem apenas que ser o mais profissional que puder”.

Mané também respondeu à pergunta que muitos se fazem: como o Liverpool encarará o Mundial de Clubes? “Eu sempre digo que vencer jogos e troféus motiva os jogadores a atuarem o tempo inteiro. Se pudermos ganhar o Mundial de Clubes, isso nos dará embalo. Espero que possamos vencê-lo e ganhar mais uma injeção de energia para o resto da temporada”, completou.

Sem nenhuma contratação na última janela de transferências, com exceção de Adrián para ser reserva de Alisson e dois adolescentes, o Liverpool não tem um elenco dos mais fartos. Tanto que Virgil Van Dijk, Andrew Robertson e Alexander-Arnold disputaram todos os minutos das 13 rodadas da Premier League até agora. Roberto Firmino, Wijnaldum e Mané entraram em campo em todos os jogos também, mas nem sempre completando os 90 minutos. Apenas 11 jogadores de linha superaram os 600 minutos pelo Campeonato Inglês nesta temporada.