O treinador do Manchester City, Roberto Maqncini, admitiu que o time esteve nervoso e foi inocente na sua estreia na Liga dos Campeões, contra o Napoli, nesta quarta-feira. O time ficou no empate por 1 a 1, com Aleksandar Kolarov marcando, de falta, o gol de empate após os citizens sofrerem um gol em um contra-ataque do clube de Nápoles.

“Para nós, esse jogo foi muito importante. E por isso, eu achei que os jogadores estavam um pouco nervosos”, disse Mancini. “Foi nosso primeiro jogo de Liga dos Campeões e por isso os jogadores queriam vencê-lo, e talvez todos eles queriam marcar o gol”, explicou. “Se eu fiquei surpreso com isso? Apenas como jogamos o segundo tempo. Mas talvez tenha sido por causa da pressão para jogar bem”, analisou.

Falando sobre o próximo jogo, no dia 27 de setembro contra o Bayern Munique, o técnico italiano mostrou confiança no City. “Nós jogaremos melhor em Munique”, disse. “Nós estaremos calmos, mais do que esta noite e nós podemos vencer lá. Eles [Bayern] são um time fantástico, mas nós temos um time que pode vencer em qualquer lugar”, afirmou.

Na análise de Mancini, o Manchester City tentou trabalhar demais as jogadas, passando a bola em momentos que era preciso finalizar. “Nós precisamos entender o quão importante é jogar um futebol mais fácil, mais simples”, explicou. “Um time como o nosso não deveria tomar um gol como aquele. Quando nós perdemos a bola, nós não tínhamos nenhum meio-campista à frente dos defensores”.

O técnico acredita que o time deu muito espaço para que o Napoli contra-atacasse, o que resultou no gol que abriu o placar no Etihad Stadium. “Por dez minutos no segundo tempo, nós deixamos muito espaço para os jogadores do Napoli e eles foram muito perigosos. Isso não pode acontecer. Foi muita inocência”, afirmou Mancini.

Apesar de nenhum atacante ter marcado gol na estreia do time na Liga dos Campeões, o técnico preferiu não culpar os jogadores de frente por isso. “É impossível para um atacante marcar três ou quatro gols todo jogo”, disse Mancini. “O Napoli defendeu bem com três zagueiros. Foi difícil. É importante girar a bola no ataque. Nós dizemos isso no primeiro tempo e no segundo menos, mas eu ainda estou feliz com o desempenho deles”, declarou ainda o técnico.