Os últimos jogos entre Manchester City foram massacres do time azul de Manchester. Desta vez, porém, o Tottenham equilibrou. Mesmo jogando no estádio Etihad, o time que teve Soldado como titular no ataque e Eriksen comandando as ações ofensivas conseguiu dar trabalho. Com tudo isso, o time tomou 4 a 1. Claro, foi contexto do jogo, mas mesmo em um jogo que conseguiu ir bem, o Tottenham acabou goleado pelo Manchester City. A explicação, em parte, está na defesa que falhou demais, cometendo erros cruciais no jogo. E também por uma grande atuação do atacante Sergio Kun Agüero, que marcou quatro gols no jogo.

ESPECIAL: Blackburn foi o primeiro clube de um milionário na Premier League, um sonho de torcedor

Aos 13 minutos, foi Agüero que abriu o placar em uma jogada que Lamela perdeu a bola no meio, a bola foi recuperada, Lampard tocou para Agüero abrir espaço com uma bela finta e finalizar bonito, no canto. Antes que os temores dos torcedores dos Spurs aparecessem, veio o gol de empate. O volante Mason recuperou a bola com um carrinho em cima de Fernando, a bola sobrou para Solado, que tocou para Eriksen. O sueco chutou forte para empatar.

Aos 20 minutos, porém, veio o primeiro dos quatro pênaltis marcados. E polêmico. Lampard foi derrubado na área por Lamela e o árbitro Jonathan Moss apontou a marca da cal. Uma falta que pareceu não existir, ainda que o contato tenha acontecido. Agüero foi para a bola e marcou. Mais uma vez, com o Tottenham em desvantagem, o time não se desmontou como em jogos anteriores. Agüero ainda teria outro pênalti para cobrar, depois de ser derrubado por Kaboul dentro da área. Bateu no meio, Lloris pegou e ele desperdiçou o rebote. Seguiu tentando o empate e dando trabalho. Se Lloris tinha trabalho e teve que fazer boas defesas para evitar que o Tottenham tomasse mais gols, os jogadores de frente do Tottenham foram bem também, especialmente Soldado e Eriksen.

O time do técnico Mauricio Pochetino sofreu demais defensivamente com atuações ruins de Kaboul e Fazio. Mas mesmo assim, teve a chance do empate em um pênalti mal marcado de Demichelis em Soldado. A falta aconteceu, mas fora da área. Soldado mesmo pegou a bola para cobrar e o fez. Mal. Bateu fraco, no canto, e Hart pulou para defender. Chance perdida. E que custaria bem caro.

Aos 23 minutos do segundo tempo, contra-ataque rápido do City que pegou o Tottenham desarrumado. Jesus Navas pegou uma bola longa na linha de fundo e cruzou. Fazio puxou a camisa de Agüero dentro da área e acabou expulso. Agüero, na penalidade, ampliou o placar para 3 a 1, o que já parecia ser definitivo. Com um jogador a menos e dois gols para recuperar no placar, o Tottenham teria que fazer milagre. Não fez.

Aos 30 minutos, em uma jogada pelo lado esquerdo, Agüero foi quem concluiu com categoria, no canto, e fechou a sua conta de quatro gols na partida. A partir dali, o Tottenham deixou de existir em campo. Precisava só trabalhar para evitar que o desastre fosse maior. O Manchester City também diminuiu o ritmo e o jogo acabou mesmo com esse placar.

O Tottenham fez um bom jogo, mas acabou derrotado. O Manchester City fez um bom jogo, mas levou os pontos e segue na disputa pela ponta com o Chelsea, enquanto o Tottenham continuará no meio da tabela.