O Manchester City conseguiu uma vitória importante diante do Leicester neste sábado, em duelo entre o segundo e o terceiro colocado. E o segundo era o Leicester, que visitou o Etihad Stadium sonhando alto. O time até conseguiu levar algum perigo, mas diante de um time que forçou muito, pressionou e arrancou a virada e, consequentemente, a vitória que é crucial na disputa pelo título. O City, assim, conseguiu quebrar uma invencibilidade de nove jogos dos Foxes.

O técnico Pep Guardiola levou a campo Gabriel Jesus como titular, deixando Sergio Aguero no banco. Montou o seu time no 4-3-3 tradicional, com Fernandinho na zaga ao lado de Nicolás Otamendi. No meio, Ilkay Gündogan foi o pivô defensivo, com Kevin De Bruyne e Bernardo Silva ao seu lado. O português, que não vem rendendo na ponta, foi deslocado para o meio. Na ponta direita entrou o argelino Riyad Mahrez, com Raheem Sterling do outro lado, além de Gabriel Jesus.

O Leicester chegou para o jogo com muita expectativa ao Etihad Stadium. Jogando em um 4-1-4-1, o time de Brendan Rodgers trouxe os principais jogadores a campo. E como era esperado, sofreu nos primeiros minutos de jogo. Foram 15 minutos do Manchester City melhor em campo, chegando com perigo, rondando a área.

Só que aos 21 minutos, em uma jogada muito rápida, Ashley Barnes lançou Vardy pelo chão, nas costas de Fernandinho, e o camisa nove do Leicester avançou e, na cara do goleiro Ederson, tocou com categoria para tirar do goleiro em um leve toque por cima. Na sua primeira chegada de perigo, o Leicester abriu o placar. E aos 27, em um outro contra-ataque, Vardy dançou à frente de Otamendi, mas acabou finalizando mal, já quase sem ângulo.

Um dos melhores em campo pelo City, Mahrez foi o responsável pelo empate ainda no primeiro tempo, em uma jogada típica. Ele recebeu pelo lado direito, após uma inversão, veio pelo meio e chutou. A bola desviou em Çaglar Soyoncu e enganou o goleiro Kasper Schmeichel: 1 a 1, aos 29 minutos.

Aos 40 minutos, em uma bola passada por Mahrez para Sterling na esquerda, o atacante tentou o drible para cima de Ricardo Pereira e caiu. O árbitro apontou pênalti. Gündogan cobrou muito bem e marcou: 2 a 1 para os Citizens, virando o jogo.

Kevin De Buryne foi mais uma vez decisivo para o Manchester City (Getty Images)

No segundo tempo, o Manchester City acelerou o ritmo. Passou a pressionar mais e fez o goleiro Schmeichel trabalhar dobrado. Mahrez, em um chute perigosíssimo, exigiu que o dinamarquês se esticasse todo para defender. Em outro, De Bruyne teve a chance de chutar, tentou o passe para o meio e se atrapalhou.

Só que aos 24 minutos, não teve jeito. De Bruyne, jogando demais, fez uma linda jogada pela direita, passou pela marcação, chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro na segunda trave, em progressão. Gabriel Jesus empurrou para a rede e ampliou o placar: 3 a 1.

Com o resultado, o Manchester City diminuiu a distância para o Leicester para um ponto. O Liverpool ainda tem 11 pontos a mais que os Citizens. Na próxima rodada, no dia 27 de dezembro, o Manchester City visita o Wolverhampton. O Leicester recebe o Liverpool no dia 26, depois que os Reds voltarem do Mundial de Clubes.

Classificações Sofascore Resultados