O Manchester City manteve a pressão no Liverpool ao vencer o Bournemouth por 1 a 0 neste sábado, pela Premier League. O time de Manchester não conseguiu fazer um grande jogo, mais uma vez, mas outra vez arrancou a vitória. O gol de Riyad Mahrez foi suficiente para manter o time de Pep Guardiola firme na disputa pelo título.

LEIA TAMBÉM: Lloris pega pênalti de Aubameyang nos acréscimos e salva Tottenham de derrota para o Arsenal

Quem olha os números pode achar que foi um massacre do Manchester City, que teve mais de 80% de posse de bola e habitou o campo de ataque durante todo o jogo. Foram 23 chutes a gol, embora só sete deles no alvo. O Bournemouth não conseguiu ameaçar em nenhum momento, tanto que não deu sequer um chute a gol. Isso mesmo: o Bournemouth não chutou nem uma bola, nem para fora, nem travada, nada.

Os números indicam um domínio, que de fato aconteceu, mas longe do City ter feito um grande jogo ou ter empilhado oportunidades. Foi um domínio territorial de um time que não conseguia criar tantas chances. Ao mesmo tempo, também não permitia que o adversário sequer pudesse tentar alguma coisa. Não por acaso, o Manchester City fez 788 passes, enquanto o Bournemouth fez apenas 171.

Os destaque que podem ser feitos são David Silva, que atuou no meio-campo carimbando todas as bolas e sendo importante para esse predomínio completo do setor por parte do City, e Mahrez, que entrou no segundo tempo para marcar o gol da vitória, aproveitando a chance – que tem sido rara para o argentino. O jogo também teve a volta de Gabriel Jesus, que entrou já nos acréscimos, no lugar de Sergio Agüero, mais para gastar tempo.

O Manchester City chega a 71 pontos e agora o Liverpool, que tem 69, precisa vencer o Everton fora de casa para voltar à liderança. É a quinta vitória seguida do Manchester City na Premier League, o que mostra o quanto a disputa está acirrada na ponta da tabela. O Liverpool, que tinha uma vantagem um pouco mais confortável, viu a distância diminuir porque nos últimos seis jogos tem três empates e três vitórias.