O Manchester City chegou a 93 pontos com a vitória por 4 a 1 sobre o West Ham neste domingo, pela Premier League. Já garantido como campeão, o time não tirou o pé: seguiu acelerando e goleou, alcançando a marca de 102 gols na liga. O atacante Raheem Sterling brilhou com três assistências, enquanto Gabriel Jesus e Fernandinho também se destacaram marcando gols. O alemão Leoy Sané também brilhou.

LEIA TAMBÉM: Título com sabor especial: um massacre do Celtic sobre o Rangers no Old Firm

Pep Guardiola escalou o time titular para o jogo, sem dar sinais de querer diminuir o ritmo que imprimiria na partida. O título garantido não impede o time de querer continuar vencendo e somando pontos. E o ritmo foi intenso, porque logo a 13 minutos, o Manchester City abriu o placar. Em um chute de fora da área que acabou desviando, Sané abriu o marcador no Estádio Olímpico de Londres.

O segundo gol foi marcado contra. Aos 27 minutos, cruzamento rasteiro forte de Kevin De Bruyne para a área que o lateral Zabaleta, ex-City, marcou contra. O West Ham ainda conseguiu marcar um gol aos 42 minutos, em uma bela cobrança de falta do lateral esquerdo Aaron Cresswell.

No segundo tempo, Gabriel Jesus conseguiu deixar a sua marca. Ele começou a jogada, tocou para Sterling, que foi até a linha de fundo dentro da área e cruzou para trás, onde Gabriel Jesus estava. O brasileiro marcou e ainda ficou sentindo o joelho depois de ser acertado pelo goleiro Adrián, aos oito minutos do segundo tempo.

O quarto gol veio também com facilidade. Fernandinho retomou a posse de bola e avançou, tocando para Sterling. O atacante novamente fez uma jogada de fundo e cruzou para trás, rasteiro, onde estava Fernandinho para completar e marcar também o seu gol: 4 a 1.

Guardiola aproveitou para colocar em campo Yayá Touré, muito provavelmente vivendo a sua última temporada pelo clube, e o jovem Lukas Nmecha, que substituiu Gabriel Jesus. O placar, porém, não foi mais mexido até o fim do jogo.

O Manchester City ainda persegue alguns recordes. Atualmente, é o time com mais vitórias (30), empatado com o Chelsea de 2016/17. Deve, portanto ultrapassar a marca e estabelecer um novo recorde, se vencer ao menos mais um jogo. Também já é o time com mais vitórias fora de casa, 15, empatado com o Chelsea de 2004/05.

Com os 102 gols marcados, o Manchester City já está próximo do recorde de gols marcados em uma só temporada, 109, estabelecido pelo Chelsea de 2009/10 – na época, comandado por Carlo Ancelotti. O Manchester City tem tudo para estabelecer um novo recorde de saldo de gols. O Chelsea de 2009/10 teve 71 gols de saldo e o City da atual temporada chegou a 76, com três jogos a disputar.

Por fim, o recorde de pontos é outro que o Manchester City está próximo de alcançar. O Chelsea de José Mourinho, em 2004/05, foi quem atingiu a maior marca, 95 pontos. Com os atuais 93, basta mais uma vitória para que o City aumente a marca e passe a ser o novo líder neste quesito.