Ex-jogador, hoje diretor e ícone do Milan, Paolo Maldini é uma das dezenas de milhares de pessoas infectadas com coronavírus na Itália. Segundo confirmou o próprio jogador no último domingo (22), ele e seu filho, Daniel Maldini, atacante do Milan, testaram positivo para a Covid-19. Em entrevista ao Corriere della Sera, o ex-zagueiro detalhou seus sintomas e disse suspeitar que outros membros da sua família tenham tido a doença.

Segundo Maldini, seu teste foi realizado na última terça-feira (17), e o resultado chegou dois dias depois. Daniel Maldini, filho da lenda milanista, mora com o pai e fez seu teste no mesmo dia. Três dias depois de receber o diagnóstico, os Maldinis decidiram comunicar ao público os resultados.

“Como todos os atletas, eu conheço meu corpo. As dores são particularmente fortes, você sente um aperto no peito. É um vírus novo, o físico luta contra um inimigo que ele não conhece. Tive os primeiros sintomas no dia 5 de março, dores nas articulações e nos músculos”, descreveu Maldini, acrescentando que teve 38,5 ºC de febre.

Paolo Maldini conta que sua mulher teve uma gripe bastante longa e estranha. “Ela passou três semanas de cama. E, na metade de fevereiro, nosso filho mais velho, Christian, que também vive conosco, teve uma gripe bem grave. Ele talvez tenha sido quem mais sofreu.”

O ex-jogador afirma que sua mulher e seu filho mais velho testaram negativo para a Covid-19. Porém, com o que testemunhou, não descarta que tenham sido infectados anteriormente: “Eles testaram negativo para a Covid-19, mas eu estou convencido de que eles tiveram a doença também”.

A rotina na casa da família tem sido de distância entre os membros, com cada um dormindo em seu próprio quarto. Porém, uma exceção especial é feita: “Tomamos café da manhã e jantamos todos juntos. Antes, este era o momento em que cada um tinha que sair, para o trabalho ou para um treino. Essa experiência nos uniu”.

Em vídeo publicado pelo Milan na segunda-feira (23), Maldini afirmou que ele e o filho estavam “bem” e que deviam se livrar do vírus “em uma semana”.

A descrição de Maldini, um ex-atleta com, supostamente, boa saúde, sobre os sintomas que sentiu com o vírus são um alerta importante a quem se sente completamente protegido diante da pandemia por não estar no grupo de risco. Os dados sobre o que a Covid-19 pode causar, especialmente a longo prazo, ainda são escassos, e todo cuidado é pouco neste momento.