A Nigéria venceu o seu segundo jogo na Copa Africana de Nações, desta vez sobre Guiné. Os Super Águias, que estava na Copa do Mundo de 2018, conquistaram um triunfo pelo mesmo placar da estreia: 1 a 0. Não só o placar foi curto. O futebol também. O jogo mais uma vez mostrou uma Nigéria superior ao adversário, mas sem conseguir exercer isso de forma eficiente, com um bom futebol. Venceu, ainda sem convencer.

Estrelas opacas

A Nigéria é um dos países africanos com mais jogadores de destaque no futebol europeu, o mais rico do mundo – e de mais prestígio também. Entre os jogadores mais conhecidos estão Kenneth Omeruo, do Leganés; Wilfred Ndidi, do Leicester; Ahmed Musa, do Al-Nassr, ex-CSKA Moscou e Leicester, que é também o capitão do time; Alex Iwobi, do Arsenal; Odion Ighalo, do Shanghai Shenhua, ex-Watford.

No lado de Guiné, o maior nome é Naby Keita, meio-campista do Liverpool. Há também Amadou Diawara, do Napoli; e Ibrahima Traoré, do Borussia Mönchengladbach. Este último, de 31 anos, é o capitão do time.

Apesar de nomes conhecidos, o que se viu em campo não foi um jogo interessante. A Nigéria venceu, com de Omeruo, mas nenhuma das estrelas brilhou. Alguns, como Ighalo, ficaram abaixo da crítica em partidas muito ruins. Outros, como Naby Keita, apenas ficaram apagados.

Gol e nada mais

O gol só saiu no segundo tempo, em uma cobrança de escanteio. Moses Simon cobrou do lado direito e o zagueiro Kenneth Omeruo se antecipou à marcação e tocou de cabeça para marcar 1 a 0. O único gol do jogo. Em uma das poucas chances de gol que tivemos na partida.

Foram 10 chutes a gol da Nigéria, com quatro deles no alvo. Guiné chutou oito jogos, com três no alvo. Todos os chutes de Guiné foram feitos de fora da área. A Nigéria, ao menos, conseguiu 10 escanteios. Nada de mais, porém. O jogo teve muitos erros técnicos e pouca coisa realmente que se salva. A Nigéria foi quem mais criou – três chances ao longo do jogo. Mas o placar reflete o que foi o jogo. A Nigéria é melhor e foi melhor. O tamanho do futebol não merecia mais que 1 a 0.

Próxima rodada

A Nigéria volta a campo no próximo domingo contra Madagascar, às 13h. No mesmo dia e horário, Burundi e Guiné se enfrentam.

Ficha técnica

Nigéria 1×0 Guiné

Local: Alexandria Stadium, em Alexandria
Árbitro: Helder Martins de Carvalho (Angola)
Gols: Kenneth Omeruo aos 28’/2T (Nigéria)
Cartões amarelos: Ahmed Musa, Oghenekaro Etebo (Nigéria), Simon Falette, Ernest Seka (Guiné)

Nigéria: Daniel Akpeyi; Chidozie Awaziem, Kenneth Omeruo, Leon Balogun e Ola Aina; Oghenekaro Etebo e Wilfried Ndidi; Moses Simon (Samuel Kalu), Alex Iwobi (Samuel Chukwueze) e Ahmed Musa; Odion Ighalo (Paul Onuachu). Técnico: Gernot Rohr

Guiné: Ibrahim Kone; Mikael Dyrestam (Ousmane Sidibé), Ernest Seka, Simon Falette e Issiaga Sylla; Amadou Diawara, Ibrahima Cissé; IBrahima Traoré, Naby Keita (Lass Bangoura) e François Kamano (Bengali-Fodé Koitá); Sory Kaba. Técnico: Paul Put

QUER VER OS JOGOS DA CAN AO VIVO? Assine a DAZN e ganhe 30 dias grátis