Erlng Haaland foi a grande sensação do futebol europeu no primeiro semestre da temporada. Aos 19 anos, quebrou recordes na Champions League pelo Red Bull Salzburg e, contratado em janeiro pelo Borussia Dortmund, continuou marcando gols no atacado pela Bundesliga. A linha de formação de jovens do clube austríaco não para e mais um vem pintando como revelação: Patson Daka, atacante de 21 anos que anotou uma tripleta de alta qualidade, neste domingo, na goleada por 6 a 0 sobre o Hartberg.

Patka está no Salzburg desde 2017, quando chegou do Kafue Celtic, de Zâmbia, país onde nasceu, mais um fruto da política do clube da Red Bull de mapear jovens talentosos ao redor do mundo. Passou um ano e meio emprestado ao Liefering, da segunda divisão austríaca, e fez apenas seis gols em 26 partidas pelo Salzburg na primeira campanha em que foi utilizado.

As atuações de Haaland ofuscaram os ótimos números que ele também colecionou pelo Campeonato Austríaco no primeiro semestre  desta temporada. Embora não tenha brilhado tanto na Champions League, com apenas um gol, contra o Genk, marcou 14 vezes em 18 rodadas da liga nacional antes da virada do ano.

Desde que Haaland se mudou, aumento sua participação, agora com sete gols em seis jogos. “Não sou o próximo nada”, afirmou em entrevista ao Guardian. “Haverá apenas um Haaland e apenas um Patson. Eu quero apenas me tornar a melhor versão de mim mesmo. Sempre houve competição entre nós dois, queríamos que cada um melhorasse. No futebol, na vida, as coisas acontecem mais rápido para algumas pessoas e não esperamos que tudo aconteça no mesmo ritmo para todos. Eu acho que eu precisei de mais tempo para me descobrir e me desenvolver melhor. Sabíamos que era o momento dele”.

Os gols que marcou neste domingo indicam muita qualidade e um vasto arsenal de recursos. O primeiro saiu em uma rápida arrancada entre os zagueiros do Hartberg. O segundo, ainda aos 11 minutos do primeiro tempo, contou com um lindo domínio e um drible no marcador. No terceiro, ele encheu o pé de primeira em uma bola alta dentro da área.

Mais um para ficar de olho.

.

.

.

.