Três times da Áustria e dois da Suíça estão na fase de grupos da Liga Europa, que começará em 15 de setembro. Do lado austríaco, Red Bull Salzburg e Áustria Viena garantiram a classificação ao passar pelos play-offs, enquanto o Sturm Graz foi derrotado em sua tentativa de chegar aos grupos da Liga dos Campeões. Entre os suíços, o Zürich, que também caiu no play-off da LC, se junta ao Sion, uma das surpresas da Liga Europa.

Dessa maneira, a Áustria supera em número de clubes sua participação na fase de grupos da competição na temporada passada. Naquela oportunidade, apenas Red Bull e Rapid Viena obtiveram as vagas. Por outro lado, o país não alcança a marca de 2009/10, quando emplacou quatro participantes: Rapid Viena, Sturm Graz, Red Bull e Áustria Viena.

Por sua vez, a Suíça manteve o mesmo número de participantes de 2010/11, quando Lausanne e Young Boys representaram o país nos grupos da LE. Na temporada anterior, o Basel havia sido o único classificado.
Os austríacos

Comecemos a análise dos play-offs e a projeção da fase de grupos pelos austríacos. Atual campeão da Bundesliga, o Sturm Graz esteve perto de chegar à fase de grupos da Liga dos Campeões e encerrar um jejum: desde 2005/06, a Áustria não consegue colocar um representante na parte nobre do principal campeonato de clubes do planeta (naquela oportunidade foi o Rapid Viena).

Jogando em Minsk, em Belarus, o Sturm se fechou todo e arrancou um empate por 1 a 1 com o Bate Borisov. Mas na volta, em casa, decepcionou e perdeu por 2 a 0, num jogo em que não pôde contar com o atacante Kienast, um dos principais nomes da equipe. Ele havia quebrado o pé numa partida pelo campeonato nacional dias antes.

Na fase de grupos da Liga Europa, a Tempestade não terá vida fácil. Enfrentará o AEK Atenas (Grécia), o Lokomotiv Moscou (Rússia) e o Anderlecht (Bélgica).

Dentre os austríacos que disputaram os play-offs da Liga Europa, o que mais surpreendeu na rodada de ida foi justamente o único que acabou sendo eliminado na volta. Jogando em casa, o Ried conseguiu suportar o ímpeto do favorito PSV, da Holanda e sair de campo com um 0 a 0. Em Eindhoven, porém, a disparidade entre os dois times ficou clara nos 5 a 0 para os holandeses.

As outras duas equipes do país conseguiram a classificação, ambas em confrontos equilibrados. O Red Bull Salzburg perdeu no Chipre para o Omonia por 2 a 1 e na volta venceu por 1 a 0, classificando-se pelo critério de gols marcados fora de casa. Na fase de grupos, os touros vermelhos vão encarar pedreiras: o Slovan Bratislava, da Eslováquia (que eliminou simplesmente a Roma) e os tradicionais Athletic Bilbao (Espanha) e Paris Saint-Germain (França).

Por sua vez, o Áustria Viena abriu boa vantagem no jogo de ida, em casa, contra o Gaz Metan: 3 a 1, resultado que lhe permitiu perder por 1 a 0 na Romênia. Os violetas terão pela frente, agora, Metalist (Ucrânia), AZ Alkmaar (Holanda) e Malmo (Suécia). Nada fácil, também.

Os suíços

A eliminação do Zürich pelo Bayern Munique nos play-offs da Liga dos Campeões era tão certa quanto inevitável. Por isso, os 2 a 0 na Alemanha e o 1 a 0 na Suíça nem foram tão sentidos pelo FCZ, que saiu no lucro, literalmente falando, por ter lotado o estádio e aparecido com destaque na mídia mundial. O desafio do time agora é na fase de grupos da Liga Europa e não será dos mais agradáveis, pois a chave tem Vaslui (Romênia), Sporting (Portugal) e Lazio (Itália).

Não houve surpresa também nos casos dos suíços eliminados nos play-offs da LE, já que enfrentavam adversários de ligas mais fortes e com maior tradição no continente. O Thun colecionou derrotas perante os ingleses do Stoke (1 a 0 em casa e 4 a 1 fora). Já o Young Boys até chegou a brigar, pois empatou por 0 a 0 com o Braga em Portugal e ficou no 2 a 2 no jogo da volta, em Berna. Caiu pelo critério de gols marcados fora.

Quem se classificou de forma supreendente foi o Sion, que passou pelo tradicional Celtic, da Escócia: 0 a 0 em Glasgow e 3 a 1 em Sion. Mas a presença do time na fase de grupos da LE ainda não está totalmente garantida, já que a Uefa investiga um possível desrespeito à norma de não utilizar jogadores contratados na pré-temporada. A punição foi sofrida por conta do aliciamento ao goleiro egípcio Essam El-Hadary, que rompeu contrato com o Al-Ahly em 2008.

A decisão final da Uefa sobre o caso sairá antes do início da fase de grupos. Até lá, os suíços se preparam para jogar na complicada chave que terá Udinese (Itália), Rennes (França) e Atlético de Madrid (Espanha).

Basel encara Manchester United

Único representante suíço na fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa, o Basel foi sorteado para compor o grupo C, que tem ninguém menos que o atual vice-campeão Manchester United, além do Benfica e do Otelul Galati (da Romênia).

Pensar em classificação é quase utopia para o atual campeão suíço, que deve se contentar mesmo em encher os cofres com os bônus de participação dados pela Uefa e com as rendas dos jogos. “É claro que sabemos onde nós estamos: somos os azarões”, afirmou o técnico Thorsten Fink, que sabe que sua grande luta será para terminar em terceiro lugar do grupo e disputar o mata-mata da Liga Europa.

CURTAS

– A coluna acertou seis e errou dois palpites sobre os classificados nos play-offs das competições europeias. Os palpites certeiros foram para Bayern, PSV, Red Bull Salzburg, Áustria Viena, Stoke e Braga. Os errados: Sturm (perdeu para o Bate) e Celtic (perdeu para o Sion).
Áustria

– O 0 a 0 entre Red Bull Salzburg e Rapid Viena foi o principal jogo da sexta rodada da Bundesliga. Os touros vermelhos lideram, com 12 pontos, seguidos por Admira (11) e Áustria Viena (10). O Mattersburg, com três, é o lanterna.

– Quem estreou no Red Bull nesta rodada foi o atacante Stefan Maierhofer, de 29 anos. Ele pertencia ao Wolverhampton e jogou a temporada passada emprestado ao MSV Duisburg, da Alemanha.

– A nota triste ficou por conta da contusão do atacante brasileiro Alan. Ele o ligamento cruzado do joelho direito e terá de passar por uma cirurgia. A previsão inicial é que fique seis meses fora dos gramados.

– Os demais resultados da rodada foram: Mattersburg 1 x 1 Wacker Innsbruck, Sturm Graz 5 x 0 Wiener Neustadt, Ried 1 x 0 Kapfenberg e Áustria Viena 2 x 4 Admira.

– Na Erste Liga, o St. Andrä segue na frente, com 21 pontos, três de vantagem sobre o Lask Linz, novo vice-líder. Na rodada de sexta-feira, jogando em casa, o St. Andrä empatou por 1 a 1 com o St. Pölten.

– Pelas eliminatórias da Euro, a Áustria encara a Alemanha em Gelsenkirchen na sexta-feira (2). No dia 6, recebe a Turquia, em Viena

– O zagueiro Oliver Glasner, do Ried, anunciou sua aposentadoria nesta semana. O jogador, de 36 anos, precisou fazer uma cirurgia para retirar um coágulo de sangue na cabeça depois de um choque numa dividida pelo alto. Ele passa bem, mas não pode mais jogar.
Suíça

– O técnico Ottmar Hitzfeld ganhou um problema de última hora na seleção suíça. O meia Tranquilo Barnetta, do Bayer Leverkusen, terá de passar por uma cirurgia no joelho. Ele vinha sendo um dos principais jogadores do time e marcou os dois gols do empate por 2 a 2 com a Inglaterra em Wembley, em junho.

– A Suíça recebe a Bulgária na sexta-feira (2), na Basileia, pelas eliminatórias da Euro.

– A coisa continua feia no Neuchâtel Xamax. Na semana passada, o magnata checheno Bulat Chagaev, dono do time, demitiu seu braço direito, o diretor de futebol Andrei Rudakov.

– O Luzern é o novo líder da Super League. Na sétima rodada, a equipe bateu o Grasshopper fora de casa, por 1 a 0, e chegou aos 15 pontos. O Thun com 14, aparece logo atrás. A lanterna é do Lausanne, com quatro.

– Os demais resultados da rodada foram: Neuchâtel Xamax 2 x 2 Lausanne, Basel 2 x 1 Thun, Sion 0 x 4 Servette e Young Boys 2 x 3 Zürich.

– Na Challenge League, o St. Gallen goleou o Locarno por 5 a 0 e segue na ponta, agora com 16 pontos, dois a mais que o Chiasso, vice-líder.