O Real Madrid vai a mais uma final de Champions League. Jogando em casa, os atuais bicampeões garantiram a vaga em um empate por 2 a 2 no Estádio Santiago Bernabéu com o Bayern de Munique. E com um herói improvável: Karim Benzema, autor dos dois gols. O time bávaro tentou muito, pressionou, mas teve dificuldades em vencer a defesa do Real Madrid. Faltou poder de decisão ao time quando precisava de um gol para se classificar. Poder de decisão, porém, que sobra ao Real Madrid. O time nem precisou jogar tudo que sabe para mais uma vez levar vantagem em um confronto eliminatório e alcançar a final da Champions League pelo terceiro ano consecutivo e em quatro dos últimos cinco anos.

LEIA TAMBÉM: Alisson: “No momento, Salah é tão temido quanto Messi”

O primeiro tempo do Bayern de Munique foi de um time que sabia que precisava vencer. Se colocou no ataque, pressionando a defesa dos espanhóis, de modo a tentar sair com um gol cedo. E logo aos três minutos, conseguiu. Novamente com quem marcou o gol no primeiro jogo: Joshua Kimmich. O lateral aproveitou uma bola na área e colocou na rede. Era um bom início, mais uma vez, do time bávaro.

Só que a vantagem durou pouco. Antes dos 15 minutos, o Real Madrid conseguiu igualar o placar. Benzema empatou o jogo aos 11 minutos do segundo tempo. Marcelo chegou pela esquerda e cruzou na segunda trave, com o camisa 9 do Real Madrid tocando de cabeça para o fundo da rede.

No final do primeiro tempo, o Bayern reclamou de um pênalti. Em um cruzamento para a área, Marcelo se jogou para bloquear e a bola tocou no seu braço. O árbitro, porém, não marcou nada, para reclamação dos alemães.

Logo no início do segundo tempo, uma falha do Bayern possibilitou o Real Madrid virar o jogo. Thiago recuou para Ulreich e o goleiro foi mal oara a bola, deixou a bola passar, e Benzema tocou para o gol vazio: 2 a 1 para o time da casa.

O Bayern se abriu e o Real Madrid começou a ter muito espaço para atacar. Marcelo cruzou uma bola da esquerda, na segunda trave, onde Cristiano Ronaldo estava livre, mas tocou para fora. Perdeu uma chance inacreditável.

Precisando de dois gols para classificar, o Bayern partiu para cima e, na base do abafa, colocou muitas bolas na área. O Real Madrid teve que lidar com muitos cruzamentos, mesmo que o Bayern não conseguisse finalizações limpas e nem chances claras de gol.

O gol de empate saiu aos 18 minutos. Depois de um cruzamento de Süle, James Rodríguez chuto, a bola bateu na zaga e voltou para ele mesmo, que chutou de pé direito por baixo para vencer o goleiro Navas e marcar 2 a 2 no placar.

Com isso, o Bayern voltou a precisar de um gol para se classificar. Aos 28 minutos, o Bayern quase chegou ao gol. Em um cruzamento da esquerda, a bola sobrou para Tolisso, que finalizou forte e obrigou Navas a uma grande defesa.

Logo depois, em um novo ataque rápido iniciado por Lewandowski, a bola foi para a esquerda para Ribery, que cruzou para trás. James Rodríguez chegou para chutar forte, mas Varane atrapalhou e o chute saiu mascado. Mesmo assim, ainda levou perigo.

Nos últimos minutos, o Bayern partiu para cima com pouca organização, muita bola na área e poucas chances efetivas criadas. Tentou, tentou, e sai de campo mais uma vez derrotado na semifinal. Terá que se contentar com as conquistas domésticas nesta temporada – já foi campeão alemão e está na final da Copa da Alemanha. Ao Real Madrid, ao contrário, é tudo ou nada. O título da Champions pode ser o único da temporada. E, por isso, o time deve ir com tudo que tem para Kiev, esperando o rival entre Liverpool e Roma, que decidem o outro finalista nesta quarta, às 15h45 (horário de Brasília).

Ficha técnica

Real Madrid 2×2 Bayern de Munique

Local: Estádio Santiago Bernabéu, em Madri (ESP)
Árbitro: Cüneyt Çakir (TUR)
Gols: Benzema aos 11 do 1’/1T e  1’/2T (Real Madrid), Joshua Kimmich aos 3’/1T), James Rodríguez aos 18’/2T (Bayern)
Cartões Amarelos:
Lucas Vázquez, Luka Modric, Casemiro, Varane (Real Madrid)
Cartões Vermelhos:
Nenhum

Real Madrid

Keylor Navas; Lucas Vázquez, Raphäel Varane, Sergio Ramos e Marcelo; Luka Modric, Mateo Kovacic (Casemiro aos 27’/2T), Toni Kroos e Marco Asensio (Nacho aos 43’/2T); Karim Benzema (Gareth Bale aos 27’/2T) e Cristiano Ronaldo. Técnico: Zinedine Zidane

Bayern de Munique

Sven Ulreich; Joshua Kimmich, Nicklas Süle, Mats Hummels e Davide Alaba; Thiago Alcântara; Thomas Müller, Corentin Tolisso (Sandro Wagner aos 30’/2T), James Rodríguez (Javi Martínez aos 38’/2T), Franck Ribéry; Robert Lewandowski. Técnico: Jupp Heynckes