Kaká voltou ao São Paulo jogando muito bem, sendo um jogador importante para o crescimento do time paulista no Campeonato Brasileiro. Atualmente em terceiro lugar, o São Paulo conquistou muitos pontos com o meia em campo e tornou-se um dos favoritos a uma vaga entre os quatro primeiros, o que leva à Libertadores no próximo ano. Muitos torcedores já imaginam se é possível que o camisa 8 continue depois do fim do Brasileirão, mas uma informação divulgada nesta segunda-feira deixa claro que é um sonho quase impossível: o meia é o jogador mais bem pago da MLS, mesmo sem nem ter entrado em campo ainda.

LEIA TAMBÉM: Kaká não precisa de gols ou assistências para ser essencial ao São Paulo

A lista foi divulgada pela associação de jogadores da MLS e mostra o meia brasileiro com rendimento base de US$ 6,6 milhões, que com a premiação não designada chega a US$ 7.167.500. Isso mesmo: são mais de US$ 7 milhões por ano. Convertendo em real, o salário do jogador é de R$ 17.541.381,24. Quer saber quando dá por mês? O valor seria R$ 1.461.781,77. Já ficou claro por que é impossível que ele fique, certo? O São Paulo não tem condição de pagar um salário como esse para Kaká.

Tem outro fator óbvio: o Orlando City paga boa parte dessa grana atualmente para que ele jogue pelo clube paulista. É verdade que o São Paulo pagou pelo empréstimo e que paga parte do salário. Mas o Orlando, evidentemente, fará questão de ter a sua principal estrela quando começar a temporada da MLS, em março. Afinal, ele será a grande atração do time, que, por si, já será uma atração. Onde o Orlando for jogar chamará a atenção porque o seu camisa 10 – sim, Kaká vestirá a camisa 10 por lá – será a maior estrela da liga. Portanto, aos são-paulinos que ainda têm alguma esperança que o meia fique, é bom não esperar por isso: é provável mesmo que o destino de Kaká nos próximos anos seja brilhar na MLS. Então, torcedor do São Paulo, se acostume com a imagem do meia com a camisa tricolor, porque ela pode demorar para se repetir – se é que se repetirá um dia.

Os 10 mais bem pagos da MLS

Bom, mas a lista não tem só Kaká, que se tornará o jogador mais bem pago da história da MLS. Sim, antes dele, o recordista era David Beckham, do Los Angeles Galaxy, que recebia US$ 6,5 milhões anuais. O segundo atualmente na lista será Clint Dempsey, astro do Seattle Sounders, ex-Fulham e Tottenham, que é também o capitão da seleção dos Estados Unidos. Ele recebe US$ 6,695 milhões.

EM CRESCIMENTO: MLS bate novo recorde: 113 jogos na temporada com ingressos esgotados

Veja a lista dos 10 mais bem pagos da MLS:

  1. Kaka, Orlando City: US$ 7,17 milhões

  2. Clint Dempsey, Seattle Sounders: US$ 6,7 milhões

  3. Michael Bradley, Toronto FC: US$ 6,5 milhões

  4. Jermain Defoe, Toronto FC: US$ 6,18 milhões

  5. Landon Donovan, Los Angeles Galaxy: US$ 4,58 milhões

  6. Thierry Henry, New York Red Bulls: US$ 4,35 milhões

  7. Robbie Keane, Los Angeles Galaxy: US$ 4,5 milhões

  8. Tim Cahill, New York Red Bulls: US$ 3,63 milhões

  9. Jermaine Jones, New England Revolution: US$ 3,25 milhões

  10. Marco Di Vaio, Montreal Impact: US$ 2,6 milhões