Romelu Lukaku nunca escondeu a admiração especial que nutre por Adriano Imperador. Durante a adolescência, o belga se inspirava no brasileiro para moldar o seu próprio estilo de jogo. O centroavante forte, explosivo e com um canhão na perna esquerda servia de espelho perfeito ao garoto. Quando se transferiu à Internazionale, Lukaku declarou que vestir a mesma camisa de Adriano, bem como a de Ronaldo, era uma de suas motivações. E, nesta quinta, o clube promoveu um encontro sensacional: Lukaku e Adriano conversaram por 15 minutos em uma live no Instagram oficial dos nerazzurri.

O papo inteiro se encheu com sorrisos e trocas de elogios entre os artilheiros. Lukaku dedicou algumas palavras em português a Adriano, embora tenham se comunicado durante a maior parte do tempo em italiano. E o atual centroavante da Inter fez questão de expressar seu encantamento por aquele momento, ao poder conhecer (mesmo que virtualmente) o seu grande ídolo de infância. “Papai, verdadeiramente, estou muito feliz em falar com você. É um sonho da minha parte, de criança, falar com você”, declarou Lukaku.

Durante a maior parte da conversa, Lukaku pediu para Adriano relembrar os seus momentos na Internazionale e falar sobre a sua história no clube. No instante em que o brasileiro mencionou um clássico contra o Milan como o mais marcante de sua passagem pelo San Siro, de imediato o belga rememorou sua infância. Tinha 12 anos quando o Imperador definiu, com um gol de cabeça aos 47 do segundo tempo, a vitória nerazzurra por 3 a 2 no dérbi.

“Quando eu era criança, não tinha televisão em casa. Eu me lembro de tudo. Quando ia à casa do meu tio, sempre ficava no YouTube para ver o que você tinha feito nos jogos. Meus pais não tinham dinheiro. Esperava sábado ou domingo para visitar meu tio e assistir aos seus lances. Falar com você, para mim, é o máximo”, rememorou Lukaku. Adriano, por sua vez, respondeu que “essas são as coisas que valem a pena”.

Na base da brincadeira, Lukaku e Adriano imaginaram o estrago que poderiam fazer juntos no ataque da Inter. Anotariam “70 gols”, segundo suas contas, em meio às gargalhadas. Além disso, a comparação em relação ao estilo de jogo foi constante na conversa, principalmente pela aptidão de ambos em acertarem petardos de canhota. O Imperador tratou o belga como seu herdeiro: “Você tomou meu lugar! Estou feliz que a Inter tenha assinado contigo, você é um grande atacante e espero o melhor. A Inter é como uma família”.

Lukaku e Adriano também relataram a emoção de ambos quando estrearam diante da torcida no San Siro. Conforme o brasileiro, ele olhava “mais para os torcedores do que para o campo”, ante a recepção calorosa oferecida pelos interistas. Com o belga não foi diferente, também impressionado com a vibração dos nerazzurri em sua recepção. Além do mais, havia um apelo emocional a Lukaku, se lembrando dos lances que viu da Inter na infância.

“Quando tive a oportunidade de vir à Itália, era apenas a Inter. Não pensava em outro clube. Vi primeiro Ronaldo, depois você, e eu me dizia que, se pudesse jogar na Itália, seria com a Inter”, comentou o belga, destacando que a primeira final europeia que se lembra foi a Copa da Uefa de 1998, em conquista estrelada pelo Fenômeno sobre a Lazio. “A primeira semana foi complicada, porque a Serie A é muito tática, então eu tive que aprender os movimentos. Depois da minha situação na Inglaterra, era importante estar em uma equipe que me ajudasse, e isso tenho aqui”. Adriano foi mais um a abrir os braços e oferecer esse carinho, mesmo que à distância.

 

Ver essa foto no Instagram

 

@romelulukaku and @adrianoimperador’s live chat on Instagram today! #Inter #ForzaInter #Lukaku #Adriano #Football

Uma publicação compartilhada por Inter (@inter) em