Luis Enrique decidiu deixar o cargo de técnico da seleção espanhola, em anúncio realizado nesta quarta-feira, em coletiva de imprensa da Federação Espanhola de Futebol (RFEF). Segundo informado na coletiva, o técnico pretende se dedicar a questões familiares que não foram informadas – apuração de veículos espanhóis é que o técnico irá lidar com um problema de saúde na família. O seu auxiliar, Robert Moreno, será o seu substituto, anunciado pelo presidente da RFEF, Luis Rubiales. Ele já dirigiu a seleção na partida contra Mata e também nos jogos contra Ilhas Faroe e Suécia, quando Luis Enrique estava afastado.

A RFEF sabia do problema que Luis Enrique lidava e deu todo tempo e espaço para que ele se afastasse para resolver. Esperaram que a decisão de deixar o cargo, então, partisse do técnico. “Tenho que agradecer a Luis Enrique. Dissemos a ele que ele sempre terá as portas da Federação abertas”, disse Rubiales.

“A decisão da Federação é confiar em Robert Moreno como técnico e vai seguir sendo com os mesmos tempos que tinha. Eles serão encarregados de nos levar à Eurocopa. Vão enfrentar o desafio com profissionalismo e com tremenda preparação. Estamos convencidos de que é a melhor opção para ocupar o banco da seleção nacional”, continuou o presidente da Federação. “A confiança em Robert Moreno é total”, afirmou José Francismo Molina, diretor esportivo da federação. “Confiamos neles. Estamos seguros de que estaremos na Eurocopa e faremos um grande papel”.

“Agradeço a confiança”, afirmou Moreno. “É um dia agridoce. Sempre pensava em ser o treinador principal, mas não esperava que fosse dessa maneira. Estamos muito responsabilizados. É muito difícil para mim ter que enfrentar algo que seria muito bonito com essas circunstâncias. Vamos tratar de deixar o trabalho que começou Luis no nível mais alto”, declarou ainda o agora treinador da Espanha.

Com isso, Luis Enrique deixa o cargo que assumiu há pouco menos de um ano. Ele foi anunciado no dia 9 de julho, depois de todo caos que vimos com a saída de Julen Lopetegui dias antes da estreia da Espanha na Copa. Fernando Hierro, então diretor esportivo, assumiu durante a Copa e depois se demitiu inclusive do cargo de direção.

Luis Enrique chegou e estreou no dia 8 de setembro, contra a Inglaterra, pela Liga das Nações. Venceu os ingleses na casa dos adversários. No total, Luis Enrique comandou a Espanha em nove jogos, com sete vitórias e duas derrotas – para Inglaterra e Croácia, na Liga das Nações, que deixou o time fora da fase final.

O próximo compromisso da Espanha no dia 5 de setembro, pelas Eliminatórias da Eurocopa. No dia 8, o time joga contra as Ilhas Faroe.