O atacante Douglas Costa foi decisivo pela Juventus no jogo de meio de semana, em partida fora de casa contra o Estrela Vermelha. O seu gol, o segundo na vitória por 2 a 1, foi construído em uma bela jogada do brasileiro com o centroavante Gonzalo Higuaín. O técnico Mircea Lucescu, ex-Shakhtar Donetsk, fez um grande elogio ao jogador da Velha Senhora ao compará-lo a Kylian Mbappé, francês do PSG.

“Douglas Costa, em termos de qualidade, não tem razão para invejar Mbappé no PSG”, afirmou o técnico romeno ao Tuttosport. “Outro dia ele marcou um belo gol na Champions League, mas ele tem qualidade para marcar gols assim todo jogo. Confie em mim, eu sei”, disse o treinador. “Ele é um jogador muito generoso, ele prefere fazer uma assistência a marcar um gol ele mesmo”.

Foi Lucescu quem levou o atacante para a Europa. O jogador, nascido em Sapucaia do Sul, no Rio Grande do Sul, foi formado pelo Grêmio, pelo qual passou ao time principal em 2008. Em 2010, foi vendido ao Shakhtar Donetsk por € 8 milhões, a pedido de Lucescu. E foi pelo clube ucraniano que ele primeiro se destacou no continente europeu.

Pelo Shakhtar, Douglas Costa jogou 202 partidas, marcou 38 gols e fez 40 assistências. Foi campeão cinco vezes do Campeonato Ucraniano, além de outras três Copas da Ucrânia. Foi vendido para o Bayern de Munique de Pep Guardiola em 2015 por € 30 milhões. Em 2017, foi para a Juventus, primeiro por empréstimo e depois em definitivo, por € 40 milhões.

Aos 29 anos, o ponta sofre muito com lesões. Nesta temporada, 2019/20, Douglas Costa perdeu nove partidas por uma lesão muscular. Na temporada passada, 2018/19, o atacante sofreu quatro lesões, que o deixou afastado do time por 202 dias, o que significou 25 jogos.

Suas lesões também o fizeram perder espaço na seleção brasileira. O jogador esteve na Copa do Mundo de 2018, teve uma boa participação quando entrou, mas também na Rússia sofreu com lesão. Essas contusões o deixaram fora do grupo que o técnico Tite está montando e, por consequência, da Copa América em 2019. É um jogador que já mostrou o seu valor técnico, mas precisará mostrar que consegue manter consistência nos jogos. Física, especialmente. Se mantiver, volta a ser um candidato importante para o grupo da seleção brasileira.