O técnico da Alemanha, Joachim Löw, confirmou nesta quinta-feira que o ex-capitão Michael Ballack, de 34 anos, não fará mais parte da seleção.

Löw conversou com Ballack, que era capitão do time antes da Copa do Mundo, e disse que ele não está nos planos para o Nationalef. Com isso, põe fim a meses de especulações sobre a sua volta à equipe.

“Os últimos meses mostraram que muitos jovens jogadores brilharam e têm bom potencial”, disse Löw, em comunicado. “Depois de diversas conversas por telefone com Michael, agora é hora, antes do começo da próxima Eurocopa, de esclarecer nossa posição”, disse ainda Löw.

Ballack, que voltou ao Bayer Leverkusen nesta temporada, irá jogar a sua última partida com a camisa da Alemanha no amistoso contra o Brasil, no dia 10 de agosto. Será o 99º jogo dela pelo Nationalef.

A carreira de Ballack foi marcada por contusões, além de ter liderado o time que chegou à final da Copa do Mundo de 2002, na Coreia do Sul e Japão, quando os alemães acabaram como vice-campeões. O meia estava suspenso na final contra o Brasil e não jogou.