A vitória em Itaquera já tinha servido para animar a torcida. Já nesta quinta-feira, o Corinthians confirmou a classificação às quartas de final da Copa Sul-Americana com outra atuação convincente. No Uruguai, os alvinegros contaram com a inspiração de Vágner Love para derrotar o Montevideo Wanderers por 2 a 1. Se durante a primeira partida o veterano tinha ajudado com sua movimentação, mas não com gols, desta vez ele balançou as redes duas vezes. Conduziu o time para encarar o Fluminense na próxima fase, em duelo já importante para a definição dos favoritos ao troféu.

O Corinthians demorou para converter a sua superioridade em gol. Depois de um começo de jogo travado, os paulistas passaram a empilhar chances na etapa inicial. Em sua estreia como titular, Matheus Jesus aparecia muito bem no apoio ao ataque e não tinha receio em arriscar. Foram três chutes do meio-campista, o mais perigoso aos 35 minutos, carimbando o travessão. Além disso, a postura incisiva do meio-campo funcionava, com boas aparições de Ramiro e Mateus Vital. Contra um rival frágil, o gol parecia mera questão de tempo.

A segunda etapa finalmente premiou o Corinthians. O gol saiu logo no primeiro minuto. Clayson deu um baita lançamento para Ramiro, que carimbou a trave, mas a sobra ficou com Vágner Love. Na pequena área, o centroavante não teve trabalho para marcar. Até então inócuo no ataque, o Wanderers empatou aos quatro minutos, a partir de uma roubada de bola na intermediária. Bravo bateu a carteira de Gabriel e arriscou o chute de fora da área. Cássio tocou na bola, mas falhou feio. Não passaria de um susto, de qualquer forma. Naquele momento, os uruguaios dependiam de mais três tentos para se classificar.

Para sua sorte, o Corinthians também não demorou a reagir. A vantagem já foi retomada aos 15 minutos, em roteiro parecido. Clayson serviu Ramiro, que desta vez preferiu cruzar. Love estava totalmente livre para cumprimentar de cabeça e correr para o abraço. Premiava sua boa partida, também pela forma como abriu e criou aos companheiros. Depois disso, os corintianos seguiriam com as principais chances, especialmente depois da entrada de Gustagol. Desta vez, porém, o centroavante falhou. Quando não parou no goleiro, perdeu um gol feito que poderia dar ainda mais tranquilidade à equipe.

A nota lamentável do jogo fica para a acusação de racismo feita por Gil. O zagueiro afirma ter sido ofendido por Macaluso, defensor do Wanderers. Aos oito minutos, o episódio gerou uma confusão em campo e os jogadores discutiram, até que a poeira baixasse. Depois da partida, Gil confirmou ter ouvido ofensas raciais do adversário no Gran Parque Central.

Pouco exigido defensivamente durante os dois jogos, o Corinthians pôde se soltar mais contra o Montevidéu Wanderers. E aproveitou o potencial de alguns jogadores nas duas partidas, com boas atuações individuais. Segue a rota de um time em crescimento desde a parada para a Copa América. São quatro vitórias e um empate no período, que não apenas impulsionam a trajetória no Brasileiro, como também empurram o time na Copa Sul-Americana. Ainda assim, a fase positiva será colocada à prova no próximo domingo. É no clássico contra o Palmeiras que os alvinegros terão que brilhar.