Loco Abreu já tem passagem comprada e lugar marcado para vir para o Brasil. Seu destino? Rio de Janeiro. Não para passar as férias e descansar depois de uma temporada no futebol salvadorenho. O uruguaio vem para mostrar serviço. Mas será no Bangu, e não no Botafogo, o time no qual se tornou ídolo e que ele não esconde ter um apreço enorme. Tanto é que na comemoração do título nacional conquistado pelo Santa Tecla, equipe que defendeu em El Salvador este ano, ele fez questão de mostrar que seu coração ainda é alvinegro. Título que, aliás, foi decidido pelo mestre da cavadinha nas Américas, assim como o do Campeonato Carioca de 2010.

LEIA TAMBÉM: Botafogo e Atlético Paranaense merecem aplausos e as vagas na Libertadores

Foi no último domingo que Loco exerceu seu poder de decisão mais uma vez. O uruguaio foi o grande nome do Santa Tecla no Campeonato de El Salvador, e além de ser o maior goleador do time na temporada, terminou a competição no topo da artilharia. Na final, contra o Alianza, ele também fez toda a diferença. Graças aos seus dois gols, o Santa Tecla foi campeão do Apertura 2016, conquistando, assim, a segunda taça da primeira divisão da história do clube. Dois gols para empatar e, depois, virar o jogo. O primeiro foi para fazer 2 a 2, já que sua equipe saiu na frente no placar, mas depois deixou o Alianza tomar conta do resultado. De cabeça, o atacante mandou a bola pro fundo da rede. O tento da virada aconteceu da mesma forma que o primeiro, mas aí a comemoração foi ainda maior.

No momento da celebração do título, Loco Abreu mostrou que não esquece do Botafogo nem mesmo em outro lugar e que o carrega no peito, bem no lugar em que exibiu o distintivo do clube alvinegro em foto que foi destaque na imprensa salvadorenha:

Loco volta ao Brasil para a temporada de 2017, para vestir a camisa do Bangu na disputa do Campeonato Carioca. Como o time do Rio de Janeiro foi indicado pelo Volta Redonda, campeão da Série D deste ano, para jogar em seu lugar na quarta divisão, é provável que o uruguaio aproveite o fato para estender seu contrato, que a priori dura somente o tempo de duração do torneio estadual.