Raramente lembrado nas listas de melhores goleiros do mundo, Hugo Lloris há pelo menos duas temporadas se assentou de vez no Tottenham e constantemente faz boas partidas. Não que o francês merecesse menções em um top 3 ou mesmo top 5, mas certamente poderia ser mais citado do que acontece atualmente. Neste sábado, no empate por 1 a 1 entre Arsenal e Tottenham no Emirates, Lloris mais uma vez se destacou, com defesas importantes que ajudaram os Spurs a evitarem a derrota no Dérbi do Norte de Londres.

VEJA TAMBÉM: Chelsea mostra como Brasil não precisava ser Neymar-dependente na Copa

O clássico londrino não foi de muito brilhantismo. O Arsenal exerceu seu favoritismo de dono da casa e foi superior na totalidade do jogo – com um momentou ou outro de maior domínio do Tottenham -, mas poderia ter caprichado um pouco mais na hora da definição. Sobretudo porque, mesmo quando acertava o último passe, tinha pela frente o paredão Lloris. Das 16 finalizações dos Gunners, seis foram a gol, e apenas uma entrou. Nas outras cinco, os comandados de Arsène Wenger pararam no francês, que quando foi vazado não tinha o que fazer, já que Oxlade-Chamberlain pegou uma sobra de bola sozinho, em ótima posição, e fuzilou a rede.

No lance mais emblemático da ótima atuação que teve Hugo Lloris, o francês, mostrou reflexo e agilidade para cair ao chão, em cima da linha, e evitar o gol de cabeça de Mertesacker. O alemão aproveitou a boa estatura que tem, subiu mais alto que a defesa dos Spurs e chocou sua cabeça com a bola mirando a redonda para o chão. Tudo para dificultar a vida do goleiro, que ainda assim conseguiu buscar e, como confirmado pela tecnologia da linha do gol, evitar o tento do zagueiro.

Confira a defesa:

Talvez se estivesse em um time mais estável e com uma defesa mais sólida, hoje Lloris teria maior reconhecimento do que tem. Especialmente na temporada passada, com a bagunça que foi o Tottenham que tentava emplacar sua barca de contratações que veio após a venda de Bale, o goleiro teve à sua frente um setor defensivo pouco seguro, que resultou, por exemplo, em duas goleadas sofridas para o Liverpool. A situação não deu uma guinada completa na atual campanha, mas com Maurício Pochettino o time pelo menos parece estar indo a algum lugar. Nesse possível Tottenham mais sólido, Lloris tem mais chances de se legitimar entre os críticos.