A pressão recai sobre o Liverpool neste momento da Premier League. O Manchester City atravessa uma fase melhor desde o início do ano e deixou os concorrentes para trás. Agora, a missão do time de Jürgen Klopp é seguir no encalço dos celestes, espreitando o momento certo para o bote e retomar o topo. Neste domingo, era vencer ou vencer. Depois que os Citizens fizeram sua parte contra o Watford no sábado, os Reds precisavam derrotar o Burnley para manter a distância mínima de um ponto. Uma partida teoricamente simples em Anfield, que ganhou contornos de drama entre o gol (injusto) que deixou os visitantes em vantagem e o jogo físico que tentava travar os anfitriões. Contudo, o Liverpool é mais time. Controlou o duelo e conquistou a vitória por 4 a 2, dominando as ações ofensivas. Firmino e Mané estrelaram o triunfo, com dois gols cada.

Apesar da preocupação com a Liga dos Campeões na próxima quarta-feira, quando acontece o embate em Munique contra o Bayern, o Liverpool não pode se dar ao luxo de menosprezar a Premier League. Escalação completa para o jogo contra o Burnley, o que não garantiu necessariamente tranquilidade. Afinal, bastaram seis minutos para que os visitantes abrissem o placar em Anfield, com um gol olímpico de Ashley Westwood. De fato, o meio-campista mandou um chute venenoso e a bola fechada tomou o rumo das redes. No entanto, Alisson não conseguiu saltar para tirar de soco. James Tarkowski se apoiou no goleiro e impediu a sua impulsão. Falta clara que o árbitro não deu e ainda puniu o brasileiro com um cartão amarelo, por sua indignação com a validação.

Sem que a reclamação adiantasse, o Liverpool precisava responder na bola. Antes da meia hora inicial, já aconteceria a virada. Pressionando, o time daria o seu aviso em boas chances de Roberto Firmino e Sadio Mané. Já aos 19 minutos, o brasileiro empatou. Adam Lallana abriu o jogo com Mohamed Salah e o ponta tabelou com Sadio Mané, antes de cruzar rasteiro na linha de fundo. A bola passou pela defesa adversária, antes que Firmino tivesse o trabalho apenas de conferir para dentro na pequena área. Retornando ao time titular após se recuperar de lesão, o brasileiro encerrou um jejum de seis partidas. E a imposição dos Reds resultou no segundo gol dez minutos depois. Foi um gol brigado. Lallana travou uma saída de bola do Burnley e a sobra ficou dentro da área, com Salah. Apesar do corte inicial, Mané ainda aproveitaria a sequência do lance, com um lindo chute colocado para tirar do alcance do goleiro Tom Heaton.

O Liverpool pôde diminuir o ritmo no final do primeiro tempo, mas voltou do intervalo disposto a resolver a partida. Salah desperdiçou uma baita oportunidade, antes que o passe de Firmino para o egípcio não saísse da melhor maneira. Mas o terceiro tento não tardaria, aos 22 minutos. Heaton errou na cobrança do tiro de meta e Salah roubou a bola. A defesa ainda conseguiu desarmar o ponta dentro da área, só que o rebote veio manso no meio da área. Firmino saiu como um foguete e concluiu. A partir de então, Klopp passou a mudar as opções no meio-campo para dar sangue novo, mas os Reds não ampliaram a diferença. Quando Mané poderia fazer o quarto, triscou o travessão. Heaton também parou Salah, pouco depois. E emoção persistiria nos minutos finais.

O Burnley conseguiu descontar aos 45 minutos. Em uma bola que pipocou na área, Johann Gudmundsson conseguiu se antecipar à zaga e bateu para dentro. Mas ao menos caberia o quarto gol do Liverpool nos acréscimos, aquele que confirmou a vitória. Belíssimo passe de Daniel Sturridge, que havia saído pouco antes do banco. O atacante encontrou Mané e o senegalês driblou o goleiro, fugindo também da falta, antes de bater à meta escancarada. Resultado importante para tirar o peso dos ombros e seguir em frente na temporada, agora se voltando ao compromisso com o Bayern na Champions.

O Liverpool chega aos 73 pontos na Premier League. Segue com um a menos que o líder Manchester City e nem se preocupa mais com o Tottenham, terceiro colocado, 12 pontos atrás. Será mesmo uma briga entre dois oponentes, na qual os Reds precisam correr atrás do prejuízo causado pelos tropeços recentes. Antes da Data Fifa, o time ainda volta a campo em Londres, onde visita o Fulham. Já o Burnley vê o bafo do Z-3 esquentar sua nuca. Com três derrotas consecutivas, o time está em 17°, uma posição e dois pontos acima da zona de rebaixamento.