Depois de ver o Manchester City tomar a liderança com um jogo a mais, o Liverpool foi a campo contra o Bournemouth precisando mostrar serviço. O desempenho irregular levou o time a perder pontos importantes nas últimas rodadas. Assim, o jogo era importante para resgatar o time que liderava a Premier League com alguns pontos de vantagem. O que vimos foi uma vitória por 3 a 0 com tranquilidade, não só no placar, mas com um desempenho convincente do time.

LEIA TAMBÉM: Guardiola sobre razões para vencer: “Bons times. Sou bom técnico, faço meu melhor, mas eu não jogo”

O Liverpool entrou em campo pressionado. Na quarta-feira, viu o Manchester City assumir a liderança ao vencer o Everton, em jogo adiantado. Por isso, vencer o Bournemouth, ainda mais em casa, era crucial. Ainda sem um lateral direito, James Milner continuou na função. No meio-campo, o time teve Georgino Wijnaldum e Naby Keita, além de Fabinho.

O início do jogo tinha um clima de certa tensão, mas os jogadores do Liverpool trataram de lidar com a questão. Tocaram a bola com tranquilidade, sem correr riscos defensivos. Aos 24 minutos, conseguiu marcar o primeiro gol justamente em uma jogada pela direita, com James Milner. O camisa 7, atuando como lateral, cruzou para Sadio Mané, que cabeceou para marcar 1 a 0.

O gol foi um alívio e os Reds passaram a ter mais tranquilidade. O que aumentaria ainda mais aos 34 minutos. Em uma rápida retomada da bola, o lateral Andrew Robertson lançou para Wijnaldum, nas costas da defesa. O camisa 5 dominou bem e, com muita categoria, tocou por cima do goleiro. Um golaço: 2 a 0.

Logo no início do segundo tempo, o Liverpool tratou de fazer mais um. Mané tocou para Keita, que lançou Firmino e o brasileiro deu um passe lindo, de calcanhar, para Salah. O egípcio tocou colocado de pé esquerdo, no canto do goleiro: 3 a 0.

Com tamanha vantagem, foi fácil para o Liverpool conseguir contra-ataques perigosos e o time perdeu algumas boas chances para ampliar o placar e transformar a vitória em goleada. Salah e Firmino perderam chances claras de marcar. O primeiro acertou o travessão e o segundo, em um contra-ataque rápido, ficou cara a cara com o goleiro e chutou fraco.

Os três pontos foram garantidos, com uma atuação convincente, o que nem sempre acontece nos jogos do time de Klopp nesta temporada. Com isso, o time chega a 65 pontos. O Manchester City tem 62 e tem jogo duro com o Chelsea no domingo. Os dois times têm, neste momento, 26 jogos.

O Bournemouth, por sua vez, está bem no meio da tabela. É o 10º colocado, momentaneamente, com 33 pontos. Tranquilo longe da zona do rebaixamento, embora ainda distante também de qualquer aspiração europeia.

O Liverpool terá alguns dias de folga até o próximo jogo, contra o Bayern de Munique, pela Champions League, no dia 19 de fevereiro. No próximo fim de semana, a Inglaterra terá rodada da Copa da Inglaterra, competição que o Liverpool já foi eliminado pelo Wolverhampton, no dia 7.