O Liverpool começou a pensar no futuro. A temporada se aproxima no fim e o time tratou de começar pelo básico: renovar o contrato de um dos seus principais jogadores no momento, o meio-campista Jordan Henderson. Atualmente vice-capitão, o camisa 14 tem sido uma constante positiva no time de Brendan Rodgers, exercendo o papel de meia central, marcando, fazendo assistências e marcando gols, eventualmente. O novo contrato com o jogador é de cinco temporadas, com um salário estimado em € 556 mil mensais.

LEIA TAMBÉM: Mourinho revela história hilária de como pensou que Fellaini não jogaria contra o Chelsea

A temporada tem sido decepcionante para o Liverpool. Depois de ficar com o vice-campeonato em 2013/14, com uma campanha que brigou pelo título até a última rodada e com o capitão Steven Gerrard muito bem e o craque Luis Suárez arrebentando, em 2014/15 o time vem mal. Foi eliminado na primeira fase da Champions League ao não conseguir vencer o Basel em casa, foi eliminado na Copa da Liga pelo Chelsea e na Copa da Inglaterra pelo Aston Villa, no último fim de semana. Na liga, briga por vaga na Champions, mas longe da ótima campanha do ano anterior.

Além de tudo isso, ainda se despede do seu grande ídolo e capitão, que anunciou que deixará o clube para seguir para o futebol dos Estados Unidos, onde defenderá o Los Angeles Galaxy. Henderson é o contraponto disso. É um dos pontos positivos da temporada. E tem um papel fundamental, porque será o capitão do time após a saída de Gerrard. Por isso, a sua renovação é tão importante. Aos 24 anos, ele tem muito tempo de serviço e pode se tornar um ídolo no clube.

A prioridade do time para a próxima temporada é um atacante. O que é totalmente compreensível, até pelo mau desempenho dos jogadores de frente. Brendan Rodgers deve continuar, pelas informações que se veiculam na Inglaterra, e a prioridade será achar alguém capaz de liderar a linha de frente. Daniel Sturridge, principal nome do setor, ficou fora muito tempo por causa das lesões e só conseguiu marcar cinco gols em 18 jogos; Mario Balotelli, contratado no início da temporada, ficou muito longe do que se esperava dele e virou reserva com seus 26 jogos e quatro gols; Rickie Lambert, que veio do Southampton, é outro que mais ficou no banco na temporada do que como titular e tem três gols em 31 jogos.

O artilheiro do time é Raheem Sterling, que fez 11 gols em 47 jogos na temporada. É um jogador que não tem por característica a finalização, mas foi usado muitas vezes mais centralizado pela falta de opções por ali. Otime precisa de um nome de alto nível e sabe disso. A especulação é que irá buscar opções. Será necessário se o time quiser ir além do que consegue nesta temporada. Porque renovar com Henderson é bom, mas fazer um mercado de transferências melhor também será essencial.