Depois da polêmica sobre os poucos ingressos na final da Liga Europa, entre Arsenal e Chelsea, parece que teremos um replay. A Supercopa da Uefa, que será disputada em Istambul, terá apenas 5.257 ingressos para cada um dos times participantes, Chelsea, campeão da Liga Europa, e Liverpool, campeão da Champions League.

O jogo entre os dois será no dia 14 de agosto, no Vodafone Park, casa que é do Besiktas na Turquia. A capacidade do estádio é de 38 mil lugares e a Uefa tinha prometido que 78% dos ingressos seria para torcedores. A questão é que parece que ela não identificou que tipo de torcedor. Como pouco mais de 10 mil ingressos ficarão com os dois clubes, os demais serão vendidos para torcedores neutros, a partir do próprio site da Uefa.

Esse é um problema que também aconteceu na final da Champions League. Dos 67 mil lugares do estádio Wanda Metropolitano, em Madri, só 16.600 ficaram com o Liverpool. Ainda assim, o estádio esteve lotado para o duelo com o Tottenham. Já na final da Liga Europa, 5.800 ingressos foram distribuídos para cada um dos finalistas, o que, neste caso, resultou em um estádio com muitos espaços vazios e com cara de pré-temporada, não de uma final – também por causa da localização, Baku, que fica bem a leste, já na parte asiática da Europa.

Antes do jogo do dia 14 de agosto, os dois times estreiam na Premier League. O Liverpool começa a sua temporada no dia 9 de agosto contra o Norwich, em casa. O Chelsea estreia contra o Manchester United, fora de casa, no dia 11 de agosto.