Lilian Thuram: “Futebol é um jogo de inteligência e Ibrahimovic é muito inteligente”

Ex-jogador da França comentou sobre o bom desempenho de Ibra no Milan, sobre futebol italiano e sobre o filho, Marcus, que faz sucesso no Gladbach

O sucesso de Zlatan  Ibrahimovic no Campeonato Italiano tem chamado a atenção, pelo fato do veterano, de 39 anos, estar não só brilhando, mas ajudando a levar o Milan ao topo da tabela, algo que definitivamente não era esperado. Lilian Thuram, que fez sucesso na Serie A, elogiou o sueco por sua inteligência para continuar atuando em alto nível. Ele também comentou sobre a carreira do filho, Marcus Thuram, que tem feito sucesso no Borussia Mönchengladbach, sobre o futebol italiano e comentou ainda sobre racismo.

[foo_related_posts]

Lilian Thuram teve uma carreira de sucesso por clubes e seleção. Esteve no time campeão do mundo em 1998 e campeão europeu em 2000. Ele defendeu a seleção francesa até 2008, quando também se aposentou. Ao longo da carreira, jogou pelo Monaco, Parma, Juventus e Barcelona.

Sua carreira na Itália foi bastante consistente, atuando por um time histórico do Parma e depois com uma boa passagem pela Juventus. No clube de Turim, ele teve contato com Zlatan Ibrahimovic, então um jovem que chegou do Ajax.

“O futebol italiano não está no mais no mesmo nível do passado”, avaliou Thuram, em entrevista ao La Stampa. “Os melhores jogadores estavam na Itália, agora o futebol inglês ultrapassou o italiano”, continuou. Ele comentou sobre o bom desempenho do atacante sueco, que aos 39 anos segue brilhando pelo Milan.

“Se Ibrahimovic ainda faz a diferença, é porque foi um jogador extraordinário quando era jovem”, afirmou o ex-jogador. “Fisicamente ele não é tão forte quanto costumava ser, mas futebol é um jogo de inteligência e Ibrahimovic é muito inteligente”.

Time da Juventus em 2006, com Lilian Thuram (1º em pé à esquerda) e Ibrahimovic (3º em pé da esq. para dir.) Martin Rose/Bongarts/Getty Images/OneFootball)

O antigo defensor também comentou sobre as comparações entre Zidane, seu contemporâneo de seleção francesa, e o atual comandante da Velha Senhora, Andrea Pirlo, outro ex-jogador que assumiu um grande clube. Para ele, as situações para ambos assumirem os clubes são bastante distintas.

“Eu não acho que Pirlo e Zidane têm a mesma história. Pirlo só começou sua carreira de técnico, Zidane foi escolhido técnico do Real Madrid depois de ganhar experiência nas categorias de base, além de ter sido assistente técnico de Carlo Ancelotti”, analisou.

Thuram ainda ressaltou que o racismo é um problema grave no futebol italiano. “O que me deixa mais triste é que isso é aceito”, afirmou. “É dito que é impossível aceitar racismo, mas isso é hipócrita. O que emerge nos estádios é a imagem da sociedade. O racismo existe em qualquer lugar”.

“Nossas sociedades foram construídas na ideia que ser branco é melhor, ser heterossexual é melhor, a ideia que ser homem é melhor do que ser melhor. Você não pode superar essas ideias sabendo que algumas pessoas não querem fazer isso, porque elas sabem que são privilegiadas com esse sistema”, avaliou Thuram.

Seu filho, Marcus Thuram, nasceu em Parma, na Itália, onde seu filho jogava. A sua nacionalidade, porém, é francesa e de Guadalupe, onde seu pai nasceu. Joga atualmente no Borussia Mönchengladbach e seu bom desempenho tem gerado interesse de clubes maiores, como Milan, Arsenal, Manchester United e Manchester City. “É preciso deixar que seu filho escolha seu próprio futuro”, disse o ex-lateral e zagueiro.