A Deutsche Fussball Liga (DFL), a Liga de Futebol Alemã, anunciou nesta sexta-feira que irá adiar a 26ª rodada da Bundesliga, que seria disputada neste fim de semana. A liga tinha confirmado os jogos do fim de semana com portões fechados nas duas primeiras divisões, mas voltou atrás após o aumento do número de casos no país. A preocupação na Alemanha é muito grande, com o governo tomando medidas restritivas, que agora chegam ao futebol.

A entidade já recomendaria o adiamento em reunião marcada na segunda-feira, mas decidiu antecipar a medida diante do desenvolvimento das infeções por Coronavírus. O comitê da entidade ainda recomenda que os jogos sejam suspensos até o dia 2 de abril, quando haverá outra data Fifa.

O motivo, segundo a nota divulgada pela DFL, é que, entre outras coisas, há suspeitas de infecção do Coronavírus nas cercanias de diversos clubes e não dá para descartar outras infecções. Na 2. Bundesliga, o Hannover 96 já tinha entrado em quarentina, o Nürnberg também foi indicado a entrar em quarentena pelas autoridades locais de saúde.

O objetivo da DFL segue sendo terminar a temporada, não só do ponto de vista esportivo, mas porque um fim de temporada antecipado poderia causar consequências sérias para os clubes envolvidos. A ideia seria terminar a temporada estendendo até os jogos até junho, o que só seria possível com o adiamento também da Eurocopa – algo que parece provável neste momento.

Fritz Keller, presidente da Deutsche Fussball-Bund (DFB), a Federação de Futebol Alemã, considera que o futebol tem que dar um passo atrás enquanto há problemas para combater o vírus. “O futebol é e irá continuar a coisa mais bonita no mundo, mas é uma questão menor quando se trata de saúde”, disse Keller, em um comunicado. “Por mais dramática que seja a situação, há uma grande chance que nós possamos usar o poder unificador do futebol e cumprir a responsabilidade ao lidar com essa importante tarefa social”.

“É por isso que já estamos olhando para frente e olhando como será o jogo depois de superarmos a crise juntos – esperamos que o mais rapidamente possível”, disse ainda o dirigente da DFB. “Assim que o futebol voltar ao campo, nós talvez iremos gostar ainda mais deste jogo e de tudo que o envolve. Todos jogos”, declarou ainda o presidente da DFB.

A Alemanha tem 3.059 casos confirmados, segundo a Johns Hopkins University, com seis mortes.