Faltam 500 dias para a Copa do Mundo na África do Sul, mas há pouco a comemorar.

Quando o país foi escolhido como sede, em 2004, estimava-se que 900 mil pessoas viajariam para a competição. Agora, a previsão é de menos da metade deste número.

O custo estimado em 2004 era de 2-3 bilhões de rand (€ 150-225 milhões), agora é de 12 bilhões de rand (€ 900 milhões).

Muitas obras estão atrasadas porque começaram tarde, em função de disputas de poder e influência envolvendo cidades, políticos e dirigentes.

A perspectiva para as coisas por aqui, quando faltarem 500 dias para a Copa de 2014, não parece muito diferente.