O Libertad foi o Vasco na Libertadores. O time paraguaio virou um jogo difícil contra o Nacional com um gol aos 45 minutos do segundo tempo, venceu por 2 a 1 e garantiu sua classificação. De quebra, o Vasco também se classificou. O Nacional está eliminado.

O jogo começou equilibrado, mas o Nacional abriu o placar. Aos dez minutos, em um erro infantil de Ismael Benegas.Tabaré Viudez tomou a bola e tocou na saída do goleiro.

Bem postado, o Nacional se preparava para contra-ataques. Defensivamente, o time conseguia impedir que o Libertad chegasse com perigo, além de chegar com algum perigo em um cruzamento para a área.

Foi só aos 27 minutos que o time da casa ameaçou, em um cruzamento forte para dentro da área vindo do lado esquerdo. Depois, Carlos Bonet fez um cruzamento perigoso da direita, mas a bola passou por cima de todo mundo.

O lance mais perigoso veio pela esquerda, com Miguel Ángel Samudio cruzando rasteiro para trás e Jonathan Santana chutar, mas a bola foi desviada e não chegou ao gol. Logo depois, o Nacional aproveitou uma bola pipocando na área e Vicente Sánchez chutou quase sem ângulo, acertando o travessão.

No início do segundo tempo, aos três minutos, Santana chutou de fora da área e a bola bateu no travessão e saiu. Logo depois, José Núñez fez a jogada pela direita e cruzou rasteiro para o atacante Pablo Velázquez finalizar de pé canhoto para fora. O Libertad perdia mais uma chance de gol.

Aos 21 minutos, depois de forças muito o jogo, o Libertad chegou ao empate. Bonet chegou à linha de fundo e tocou para trás, Cristian Menéndez, que entrou no segundo tempo, desviou e tirou da zaga e do goleiro. A bola sobrou limpa para Velázquez tocar para o gol vazio: 1 a 1.

O gol diminuiu o ímpeto do Libertad, que passou a administrar mais o jogo. O Nacional colocou Álvaro Recoba em campo, mas não conseguia chegar com perigo. O único lance que chegou perto de assustar foi uma jogada de Recoba que Viudez não conseguiu finalizar.

Aos 38 minutos, Menéndez se antecipou ao goleiro Leonardo Burián, que derrubou o atacante. Os paraguaios pediram pênalti, não concedido pela arbitragem. Só que o segundo viria. Em cobrança de escanteio aos 45 minutos, a defesa do Nacional se enrolou com a bola e a bola sobrou para Victor Cáceres finalizar e dar a vitória e a classificação ao Libertad e ao Vasco ao mesmo tempo: 2 a 1.

Na próxima semana, os times decidem apenas quem será o primeiro colocado do grupo. O Vasco é líder do grupo nos critérios de desempate, com 10 pontos, mesma pontuação do Libertad. O Nacional, com seis pontos, e o Alianza Lima, com três, estão eliminados. Na rodada final, o Libertad joga com o Alianza Lima no Peru e o Vasco joga com o Nacional no Uruguai.