Depois de um início preocupante na Ligue 1, o PSG enfim mostrou algo mais próximo de seu futebol padrão. Neste domingo (20), contando com a estreia de Kylian Mbappé na temporada, os parisienses venceram com autoridade o Nice por 3 a 0, fora de casa. O camisa 7 foi o grande destaque individual da equipe, reforçando a falta que faz quando não está disponível.

O PSG dominou as ações no início do jogo. Por volta dos 15 minutos, tinha 70% de posse de bola. O trabalho ofensivo se desenvolvia sobretudo pelo lado esquerdo, com Mbappé. Aos sete minutos, em uma boa trama pelo flanco, Mbappé, Verratti e Di María trocaram passes, o argentino deu uma cavadinha por cima da defesa para o francês, que não alcançou a bola para a finalização.

O Nice teve sua primeira boa chegada aos 17 minutos. Kamara cruzou da esquerda, e Gouiri apareceu na posição certa para a finalização, pronto para capitalizar em cima da tentativa frustrada de interceptação de Marquinhos. O jovem atacante, entretanto, não acertou a bola, e ela atravessou a área parisiense.

Aos 23 minutos, o técnico Thomas Tuchel ganhou mais uma baixa por lesão. Gueye, frustrado, teve que deixar o campo, dando lugar a Herrera e agora se juntando a Thilo Kehrer e Juan Bernat no departamento médico. Neymar, Kurzawa e Diallo foram as outras baixas do Paris no jogo, por suspensão.

No minuto seguinte, em cobrança de escanteio de Di María, o PSG quase inaugurou o marcador. A bola foi pelo alto e caiu na segunda trave, onde estava Kimpembe. O zagueiro se atirou nela, mas conseguiu apenas um leve toque, mandando à direita do gol defendido por Benítez.

Intensificando suas ações, o PSG de novo levou perigo pela esquerda. Bakker recebeu em profundidade, cruzou rasteiro para o meio da área, Icardi fez o pivô para Mbappé, e o francês chegou batendo forte, por cima do gol.

O Nice respondeu aos 34 minutos em boa jogada de Rony Lopes, que recebeu pela direita, cortou para dentro e bateu colocado, mas a bola saiu à direita do gol de Keylor Navas.

Pouco depois desta que havia sido a melhor oportunidade dos niçois até então, o PSG enfim abriu o placar. Aos 36 minutos, Mbappé fez ótima jogada, passou por Youcef Atal e, dentro da área, foi derrubado por Khéphren Thuram. Na cobrança, o próprio Mbappé bateu e fez o 1 a 0.

O Paris Saint-Germain chegou perto de ampliar aos 41 minutos, com Herrera pegando sobra de bola levantada na área e acertando um bonito sem-pulo para carimbar a trave, com um desvio de Benítez no caminho. No minuto seguinte, foi a vez de o Nice levar perigo: Rony Lopes tabelou com Gouiri e, em condições de marcar, foi parado por boa defesa de Navas.

Antes do intervalo, aos 47 minutos, o PSG voltou a balançar as redes – e de novo com o brilho de Mbappé. Com fome de jogo, o camisa 7 protagonizou grande jogada individual pela esquerda, fazendo fila rente à linha lateral, trouxe para dentro da área e bateu para defesa de Benítez. O goleiro, no entanto, deu o rebote nos pés de Di María, que não desperdiçou.

No segundo tempo, a primeira grande chance foi do Nice. Youcef Atal subiu pela direita e, cortando para dentro, bateu de esquerda, para grande defesa de Navas, um dos destaques individuais do PSG neste domingo. Mais tarde, aos 20 minutos, Atal virou problema ao técnico Patrick Vieira, deixando o campo lesionado após tentar parar corrida de Mbappé.

O Paris Saint-Germain, por fim, chegaria ao terceiro gol. Autor de um tento, Di María foi então garçom, cobrando falta na cabeça de Marquinhos, que desviou para fazer 3 a 0 aos 21 minutos da etapa final.

Mbappé chegou a marcar seu segundo gol aos 31 minutos, com passe de Draxler, mas o tento foi corretamente invalidado por impedimento. O Nice, já batido, tentou ainda um gol de honra, mas Evan Guessand, que entrara no segundo tempo, parou em outra grande defesa de Navas.

A vitória é a segunda consecutiva do PSG após quatro rodadas. Repleto de desfalques e com muitos jovens no time titular, o time de Tuchel foi derrotado em seu primeiro jogo, contra o recém-promovido Lens, por 1 a 0, e depois batido no controverso clássico com o Olympique de Marseille pelo mesmo placar. O primeiro triunfo – e também o primeiro gol – veio apenas em seu terceiro jogo, um 1 a 0 pouco inspirado contra o Metz.

Esta é, portanto, a primeira atuação convincente do time na temporada, e não por acaso ela veio junto com o retorno de Mbappé. O atacante francês havia ficado de fora dos primeiros duelos depois de testar positivo para o Covid-19 e era ansiosamente esperado para o jogo deste domingo. Com uma atuação como a que deixou em campo em Nice, evidenciou a sua importância ao conjunto parisiense.

Classements proposés par SofaScore LiveScore