O Bayern pressionou até o fim, mas não conseguiu sair do empate em 1 a 1 com o Freiburg, fora de casa, pela 27ª rodada da Bundesliga, esbarrando em boa atuação do goleiro Schwolow, e desperdiçou boa oportunidade de se manter na liderança do campeonato alemão.

LEIA TAMBÉM: Na marra, Paco Alcácer marca dois gols nos acréscimos contra o Wolfsburg e coloca o Dortmund na liderança da Bundesliga

O jogo contra o Freiburg, equipe que está no meio da tabela e não aspira mais nenhum objetivo na competição, não parecia ser um problema. Mas com apenas três minutos, o lateral-esquerdo Christian Gunter colocou a bola na cabeça de Lucas Holer, que desviou no canto esquerdo Ulreich para colocar os donos da casa na frente do placar.

Após sair na frente tão precocemente, era de se esperar que o Freiburg recuasse, mas o clube não se intimidou e seguiu melhor e quase ampliou aos 18 minutos. Em um momento de pressão, Mike Frantz conseguiu bater o goleiro Ulreich, mas Boateng salvou em cima da linha. Esse gol que não entrou acabou fazendo falta, pois aos 21, depois de cobrança de escanteio, a bola chegou aos pés de Lewandowski, que dominou no ar e aplicou um bonito voleio para deixar tudo igual no estádio Sccwarzwald.

Depois do empate, o Bayern recuperou as rédeas da partida e passou a pressionar. James Rodríguez ditava o ritmo no meio de campo e Gnabry incomodava a defesa adversária. Mas a bola insistia em não entrar, especialmente graças a Schwolow, que praticou grandes defesa, com destaque para chutes de Boateng e de James, já no segundo tempo.

O Bayern ainda perdeu duas chances inacreditáveis nos acréscimos. Com a necessidade da vitória, a equipe de Niko Kovac passou a buscar o jogo aéreo. Na primeira, Lewandowski recebeu levantamento de frente para Schwolow, mas errou o cabeceio e mandou para fora. No segundo lance, Goretzka conseguiu alcançar o cruzamento e desviou a bola, que caprichosamente acertou a trave direita do goleiro do Freiburg.

Embora tenha jogado melhor e criado muitas chances de marcar, o Bayern mais uma vez teve exposto os problemas de toda a temporada e fica a dois pontos de diferença do Dortmund, que certamente ganha moral com a vitória tardia sobre o Wolfsburg, que destronou os bávaros da liderança da Bundesliga.