Não foram meses fáceis para Robert Lewandowski. O atacante de 29 anos participou de uma campanha fraca da seleção polonesa na Copa do Mundo e assistiu ao Bayern de Munique bloquear o seu desejo de se transferir para outro clube. No entanto, muito profissionalmente, ele deixou tudo isso de lado, neste domingo, e marcou três gols na goleada bávara por 5 a 0 sobre o Eintracht Frankfurt, na Supercopa da Alemanha.

LEIA MAIS: Nascido em um campo de refugiados, Davies possui uma bonita trajetória rumo ao Bayern

No final de maio, o agente Pini Zahavi havia exposto ao público que Lewandowski, na Allianz Arena há quatro anos, queria respirar novos ares. Ao Player’s Tribune, o jogador afirmou que estava há muito tempo na Alemanha e que “com certeza não queria passar a carreira inteira em uma única liga”. O técnico bávaro Niko Kovac confirmou, dizendo que “uma coisa é o que ele quer, outra é o que nós queremos”. O presidente do Bayern, Karl-Heinz Rummenigge, então, disse que bloqueou a saída do atacante para estabelecer um precedente de que o clube que ele administra é “diferente dos outros”.

A janela ficará aberta até o fim do mês na maioria dos países, mas, até segunda ordem, Lewandowski fica. Ainda bem para o Bayern de Munique. Contra o Frankfurt, o polonês estava com a pontaria em dia. Abriu o placar aparecendo na segunda trave para completar o cruzamento de Kimmich. Ampliou, também de cabeça, em escanteio. E fez o terceiro de perna esquerda. Kinsley Coman fez, em cruzamento de Alaba, o quarto gol e deu assistência para o quinto, de Thiago, depois de bela jogada pela direita.

Com Robben e Ribéry titulares, o Bayern deu poucas chances para o Eintracht Frankfurt, que, com Niko Kovac no banco de reservas, venceu a Copa da Alemanha da última temporada contra os bávaros. Na estreia oficial de Kovac no gigante alemão, pudemos ver um time de muita intensidade e pressão adversário e um desempenho avassalador para ser campeão da Supercopa com direito a goleada.

.

.