Aos 31 anos, Robert Lewandowski não sente o tempo passar. Pelo contrário, o centroavante atravessa um início de temporada fantástico com o Bayern de Munique, o melhor de sua carreira. E o matador protagonizou mais uma atuação de gala na Champions League: comandou a goleada por 6 a 0 sobre o Estrela Vermelha, dentro do Marakana. Num intervalo de 15 minutos, foram quatro gols do camisa 9 – naquela que nem é a sua melhor marca, vale lembrar. Pelo que faz até o momento, se coloca como o principal candidato à Bola de Ouro.

Só deu Bayern em Belgrado, o tempo todo. Os alemães bombardearam a meta adversária durante o início da partida e anotaram logo o primeiro gol. Aos 14 minutos, Philippe Coutinho cruzou e Leon Goretzka desviou de cabeça. Os bávaros tiraram o pé do acelerador depois dos 25, mas voltaram a crescer antes do intervalo e tiveram um gol anulado. Lewandowski mandou para dentro, mas um toque de mão de Corentin Tolisso na construção da jogada anulou o tento. Seria apenas na volta do intervalo que o polonês destruiria a defesa do Estrela Vermelha.

Lewandowski faria o segundo do Bayern aos oito, em cobrança de pênalti. O terceiro nasceria aos 15, a partir de mais um cruzamento de Coutinho, que Tolisso ajeitou e o centroavante só escorou. O quarto tento bávaro veio aos 19, quando Lewa desviou de cabeça o cruzamento de Benjamin Pavard e completou sua tripleta. Por fim, o matador chegou ao seu quarto tento, o quinto do time, aos 23. Ivan Perisic enfiou o passe e, sozinho na área, o artilheiro maltratou os adversários de novo.

A defesa do Estrela Vermelha pode ter facilitado o serviço de Lewandowski, com uma série de bobeiras. Nada que diminua o senso de posicionamento e a capacidade de finalização do centroavante. Lewa foi substituído aos 32, mas o Bayern ainda anotaria o sexto nos acréscimos. Depois de uma pressão impressionante para recuperar a bola, Perisic entregou o presente para Tolisso assinalar o seu. Fim de festa.

Lewandowski é apenas o quinto jogador na história da Champions League a marcar gols em todos os cinco primeiros jogos da fase de grupos. O polonês já chega aos dez tentos na competição, marca excepcional já à história da competição. O centroavante está a sete gols de igualar o recorde estabelecido por Cristiano Ronaldo em 2013/14. Além disso, há uma interessante disputa com Erling Haland. O prodígio do Red Bull Salzburg tem sete tentos e tentará aumentar sua soma nesta quarta, diante do Genk.

Se há uma cobrança sobre a efetividade de Lewandowski nos mata-matas da Champions, este parece o momento perfeito para o goleador rebater os críticos. O Bayern, afinal, cresce desde a saída de Niko Kovac. Os bávaros ganharam os quatro jogos sob as ordens de Hansi Flick, com 16 gols marcados e nenhum sofrido. A equipe confirmou a liderança no Grupo B do torneio continental, com 15 pontos em 15 possíveis. Ganha confiança neste período de mudanças, ainda que aguarde duelos contra oponentes mais qualificados. De qualquer maneira, o clima é outro na Baviera, e com um enorme protagonista.

Classificações Sofascore Resultados