Leste Europeu

Quem falhou foi a defesa

A vitória por 3 a 0 sobre a Macedônia, no final de semana, havia colocado a Rússia numa situação confortável na classificação do grupo E, nas eliminatórias da Euro`08. No jogo contra os ingleses, que enfrentam há algum tempo muita contestação em relação ao trabalho do técnico Steve McLaren, um empate em Wembley seria um resultado excelente, e algo totalmente possível, dada a campanha da seleção russa até então.

Eis que, justamente o melhor setor do time – a defesa, que sofrera somente um gol em oito jogo – foi o ponto fundamental e negativo da atuação russa. A vitória por 3 a 0 dos ingleses foi incontestável, se analisarmos os erros de cada lado, porém, contaram também com muita sorte. A Rússia criou boas oportunidades e equilibrou o jogo, mas falhas nesse tipo de partida são decisivas.

Nos dois primeiros gols da Inglaterra a defesa russa estava mal posicionada e permitiu ao atacante Michael Owen finalizar com tranquilidade. No primeiro lance, após uma sequência de cruzamentos na área, o inglês apareceu sozinho, no meio dos zagueiros, para marcar. Na segunda jogada, Sergei Ignashevich cabeceou mal a bola, que sobrou para trás, onde Owen, totalmente sem cobertura, chutou sem chances para o goleiro Vyacheslav Malafeyev. Tudo no primeiro tempo.

Guus Hiddink ainda tentou fazer alguma mudanças, mas sua implicância com o atacante Alexandr Kerzhakov começa a preocupar. O jogador do Sevilla-ESP tem futebol de sobra para ser titular nesse time, mas Hiddink ainda o mantém no banco. Contra os ingleses, começou jogando com Sychev e Arshavin. O primeiro foi nulo e acabou substituído por Pavlyuchenko, enquanto o segundo fez o que pôde na frente, mas sozinho, não conseguiu muito. Kerzhakov só foi entrar no jogo aos 35 minutos do segundo tempo…

De qualquer modo, o resultado não foi um completo desastre. A Rússia ainda depende apenas de si mesma para garantir a classificação. Hoje, a Croácia lidera o Grupo E com 23 pontos em nove jogos, a Inglaterra vem na sequência com 20 e também nove jogos e a Rússia aparece em terceiro, com 18 pontos e mesma quantidade de partidas dos rivais. Israel, com um jogo a mais, tem 17 pontos na quarta posição.

Os russos enfrentam novamente os ingleses, mas desta vez em Moscou. Depois finalizam a participação nas eliminatórias com jogos fora contra Israel e Andorra. A Inglaterra, além da Rússia, também encara Estônia e Croácia, ambas na terra da Rainha. Ou seja, a situação ainda está totalmente aberta, já que somente os dois primeiros colocados da chave se classificam. O jogo em Moscou praticamente definirá tudo.

Já os ucranianos…

A Ucrânia teve uma semana terrível para suas pretensões nas eliminatórias da Euro`08. Em dois jogos que, nos discursos dos jogadores, a equipe deveria conquistar pelo menos quatro pontos, foram um empate contra a Geórgia, fora de casa, em 1 a 1, e derrota para a Itália, por 2 a 1, em Kiev.

Com isso, os ucranianos estão praticamente fora da disputa pela duas vagas do Grupo B. A Escócia lidera com 21 pontos, Itália tem 20 e França 19, todas seleções com nove partidas disputadas. A Ucrânia vem na quarta colocação com somente 13 pontos, mas pelo menos um jogo a menos. A tabela restante, no entanto, não é das mais gratas para a seleção comandada pelo técnico Oleg Blohkin: Escócia (fora), Ilhas Faroe (casa), Lituânia (fora) e França (casa).

Contra os geórgios, os ucranianos perderam muitos gols e o empate, sofrido no último minuto, foi um castigo para a equipe. Já contra os italianos, a Ucrânia fez um bom jogo e poderia ter saído de campo com a vitória. No entanto, o oportunismo do atacante Di Natale fez a diferença, além do travessão do goleiro Buffon.

CURTAS

EURO`08
– Resultado das seleções da região.

Grupo A:
Cazaquistão 2×2 Bélgica
Azerbaijão x Armênia (adiados os dois jogos)

Grupo B
Escócia 3×1 Lituânia
Geórgia 1×1 Ucrânia
Lituânia 2×1 Ilhas Faroe
Ucrânia 1×2 Itália

Grupo C
Moldávia 0x1 Noruega
Bósnia-Herzegovina 0x1 Moldávia

Grupo E
Rússia 3×0 Macedônia
Croácia 2×0 Estônia
Inglaterra 3×0 Rússia
Macedônia 1×1 Estônia

Grupo F
Letônia 1×0 Irlanda do Norte
Espanha 2×0 Letônia

Grupo G
Belarus 1×3 Romênia
Eslovênia 1×0 Belarus

ARMÊNIA
– Morreu nesta semana Ian Porterfield, aos 61 anos, devido a um câncer no cólon. Ele era treinador da seleção da Armênia.

– Reproduzindo a coluna do colega Tomaz Alves: “Na Inglaterra, Porterfield é mais conhecido como um dos melhores jogadores da história do Sunderland, tendo marcado o gol que deu aos Black Cats o título da FA Cup de 1973. Como técnico, dirigiu Sheffield United, Aberdeen, Reading e Chelsea, entre outras equipes e seleções. No Aberdeen, aliás, Porterfield sucedeu ninguém menos que Alex Ferguson”.

– Mais deste colunista em seu Blog.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo