EuropaLeste Europeu

No final, venceu o pequeno

A temporada foi perfeita para o Cluj. A pequena equipe do interior da Romênia conquistou em 2008 os títulos do Campeonato Romeno e da Copa da Romênia. Nada mal para uma equipe que, em 101 anos de história, nunca conquistara um título de importância.

E o mais importante na reta final foi a personalidade do time que, após uma série de tropeços, recuperou o bom futebol e soube lidar com a pressão pelo título. Mais ainda: quem tremeu diante dos adversários foi o Steaua Bucareste, maior clube do país, que recuperara a liderança faltando algumas rodadas, mas sucumbiu.

Na última rodada, no meio da semana passada, o Cluj precisava apenas de um empate com o Universitatea, no clássico local. Venceu por 1 a 0, gol do atacante português Cadu, e terminou a competição com 76 pontos, um à frente do Steaua, que também venceu na rodada, mas tropeçou na anterior, diante do Dinamo Bucareste, o que definiu o título.

“Foi um campeonato muito tenso. Uma batalha, no verdadeiro sentido da palavra. É claro que cada título que se vence é especial, mas este ainda é mais porque foi conquistado por uma equipe que não é de Bucareste. Fomos mais fortes do que o Steaua e a vantagem que tínhamos no final do primeiro turno acabou sendo decisiva”, afirmou o técnico do Cluj, Ioan Andone. Vale lembrar que essa vantagem era de 11 pontos.

Fundado em 1907, o CFR Cluj sempre foi um time pequeno. Nem mesmo em sua cidade, Cluj-Napoca, que fica na Transilvânia, ela era a primeira equipe. Entre os cerca de 310 mil habitantes do município, que tornam a cidade a terceira maior da Romênia, a maioria torce pelo Universitatea.

A história do Cluj começou a mudar em 2002, quando o milionário Arpad Paszkany, de origem húngara, se tornou sócio majoritário do clube – na verdade, fundou uma nova sociedade esportiva, de modo que pudesse assumir o Cluj como uma empresa. Paszkany é presidente da Ecomax, uma empresa subsidiária da GM na Romênia. À época, a equipe estava na terceira divisão nacional.

O dinheiro começou a aparecer no Cluj e vários jogadores foram contratados. Com isso, a equipe levou apenas dois anos para retornar à primeira divisão – anteriormente, participara somente em dez temporadas. Daí em diante, os investimentos só aumentaram, assim como a classificação do time.

Na temporada 2004/05 terminou em 11º, em 2005/06 acabou em 5º, em 2006/07 foi o 3º e, finalmente, em 2007/08, conquistou seu título mais importante da história na semana passada. Poucos dias depois, bateu o Unirea Voluntari Urziceni na final da Copa da Romênia e, em apenas uma semana, levou os dois troféus mais importantes do país. Resultado de um investimento de cerca de € 30 milhões feito por Paszkany.

O elenco da equipe é formado, majoritariamente, por estrangeiros. Dentre os 28 jogadores da equipe, somente oito são romenos. Portugueses (7), argentinos (6), brasileiros (2), suecos (2), entre outros, completam.

Agora, o CFR Cluj está classificado para a fase de grupos da próxima Liga dos Campeões. Para não dar vexame e, quem sabe, surpreender, o milionário promete investir € 100 milhões em contratações para a equipe. Nada mal para começo de brincadeira.

Inveja alheia

Para não deixar passar em branco: a ascensão do Cluj irritou muita gente, e, infelizmente, a corrupção ainda é um mal que assola o futebol romeno. Quem mais se incomodou foi Gigi Becali, presidente do Steaua e conhecido por suas idéias xenófobas e atitudes imbecis.

“Farei tudo ao meu poder para tirar o CFR Cluj do topo da tabela. O CFR é um time húngaro e eles não podem nunca representar a Romênia. Isso traria vergonha para o povo romeno, caso húngaros vençam o título”, vociferou o dirigente, quando faltavam ainda algumas rodadas.

Ao final, apesar das diversas acusações de suborno de árbitros e incentivos financeiros para os adversários do Cluj, a pequena equipe derrubou o gigante.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo