Leste Europeu

Agora vai?

Em 2000, pela primeira vez em sua história, o Shakhtar Donetsk se classificou para a Liga dos Campeões da Europa. Caiu logo na primeira fase. De lá para cá, foram mais nove participações, todas com eliminações precoces, sempre antes das oitavas de final.

Nesse meio-tempo, times milionários foram montados, muito dinheiro foi despejado pelo presidente Rinat Akhmetov, uma Liga Europa foi conquistada e até mesmo um novo estádio (Donbass Arena), moderníssimo, foi erguido. Mas a bendita LC sempre foi a pedra no sapato do Shakhtar Donetsk. Nesta temporada, porém, a pedra, aos poucos, vai voltando para a terra.

Após duas rodadas, a equipe ucraniana lidera o Grupo H ao lado do Arsenal, com seis pontos – fica atrás apenas no saldo de gols. Na estreia, uma vitória apertada por 1 a 0 sobre o Partizan Belgrado, mas merecidíssima pelo volume de jogo apresentado. No segundo jogo, um convincente 3 a 0 sobre o Braga, em Portugal.

Na próxima rodada, viaja até Londres para encarar os Gunners no Emirates Stadium. Resultado que, para efeito de classificação, pouco importa. Afinal, desde quando foram sorteados os grupos da LC, o Shakhtar era apontado pela maioria como o segundo favorito na chave, e com o tempo, tem provado que a teoria era verdadeira. Além do mais, também é líder do Campeonato Ucraniano após 11 rodadas.

O técnico Mircea Lucescu tem montado o time no 4-2-3-1. A linha defensiva à frente de Pyatov atua com Srna pela direita, Rat na esquerda e a dupla de zagueiro Rakitskiy e Kucher. Os volantes são o marcador Hübschman e Olexiy Gay, com um pouco mais de técnica e toque de bola.

O ataque, assim como nos outros anos, é baseado no talento dos brasileiros que estão por lá. Contra o Partizan jogaram Willian, Douglas Costa, Jádson e Luiz Adriano. Todos seguem com muita moral na equipe e têm rendido muito em campo também. Já contra o Braga, Lucescu optou por dar uma chance ao armênio Henrikh Mkhitaryan, meia habilidoso, contratado ao Metalurh Donetsk há alguns meses, no lugar de Jádson.

Nas duas partidas o time funcionou muito bem, criando diversas oportunidades de gol e mantendo a maior posse de bola (62% contra os sérvios e 57% diante dos portugueses).

Para mim é óbvio que o Shakhtar Donetsk não tem condições de conquistar a Liga dos Campeões. Mas parece que, finalmente, a barreira da fase de grupos será superada. Algo merecido para um clube que cresce a cada ano e que, curiosamente, em uma das temporadas que menos investiu, pode ir mais longe no seu maior objetivo.

Spartak Moscou também em alta

Na Rússia, quem merece o louvor pela participação na Liga dos Campeões é o Spartak Moscou. Fora da competição desde 2007, quando caiu na fase de grupos, o Spartak voltou à LC nesta temporada, mas sem grandes pretensões. O sorteio das chaves, no entanto, foi amistoso com os russos.

No Grupo F, apenas o Chelsea assusta. Contra o Zilina, da Eslováquia, os Krasno-belye têm a obrigação de fazer seis pontos. Contra o Olympique de Marseille, o confronto é mais equilibrado.

Pois bem, passadas duas rodadas a equipe derrotou o OM na França por 1 a 0 e ganhou fázil dos eslovacos em Moscou por 3 a 0. Ou seja, cumpriu seu dever com méritos.

Agora enfrenta uma situação similar à do Shakhtar, já que na próxima rodada encara o favorito inglês do grupo, mas atuará em casa. De qualquer modo, a classificação para as oitavas é algo totalmente real (algo que não acontece desde 2001, quando o time avançou para a segunda fase de grupos).

Após o vice-campeonato russo de 2009, o técnico Valery Karpin enfrentou alguns problemas nesta temporada com a indisciplina do elenco e a falta de resultados. Foi muito pressionado por torcida e imprensa, mas teve o total apoio da diretoria. Afastou alguns jogadores, montou o time em função do talento de Alex – que virou capitão – e as vitórias voltaram ao Luzhniki (também no Campeonato Russo).

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo