Para ter carimbo de craque, tem de ter o carimbo de campeão do mundo nas costas.

Esse foi o técnico da seleção brasileira definindo o conceito de craque. Dunga deu entrevista à revista Época, falando sobre o começo do seu novo trabalho à frente da seleção brasileira. Admitiu que Neymar seja realmente o melhor jogador do país, mas ainda não é craque porque nunca foi campeão do mundo.

LEIA MAIS: Dunga é tudo o que o Brasil não precisa agora

Faz parte da filosofia maniqueísta do treinador gaúcho que funciona assim: venceu é bom, perdeu é ruim. Ele não vê o cinza, nem reconhece mais nada entre cada um dos extremos. Gols, outros títulos, dribles brilhantes e passes inspiradores não são suficientes para entrar no clube de craques, se não levarem o time ao título da Copa do Mundo.

Portanto, com uma certa tristeza no coração, reunimos dez lendas do futebol que infelizmente não foram tão craques quanto Anderson Polga.

Você também pode se interessar por:

>>>> Hora de refrescar a memória: o que o primeiro trabalho do Dunga deixou de bom e ruim

>>>> O Dunga hardcore é contra a cartolagem e a favor do futebol-arte