Gianluca Vialli possui uma trajetória excepcional em sua carreira como jogador. O prodígio revelado pela Cremonese alimentou os sonhos da Sampdoria no momento mais glorioso do clube e, posteriormente, vendido à Juventus, ajudou a Velha Senhora a se reerguer rumo aos seus momentos mais gloriosos. Por fim, ainda teve uma passagem relevante pelo Chelsea no final da década de 1990, com títulos, mesmo acumulando o cargo de técnico. Foi um dos melhores atacantes da Serie A justamente nos anos áureos do Calcio, disputando duas Copas do Mundo com a seleção italiana. Craque que agora oferece um exemplo de vida. Lançando um livro, o veterano de 54 anos revelou ao Corriere dello Sport que passou os últimos meses lutando contra um câncer.

“Já faz um ano e estou voltando a ter um físico de monstro. Estou bem, agora muito bem. Embora eu não tenha certeza sobre quando este jogo irá terminar. Eu costumava usar um suéter por baixo de minha camiseta, assim ninguém percebia nada durante o tratamento. Continuava sendo a pessoa que todos conheciam. Espero que minha história possa inspirar outras pessoas, que vivem momentos cruciais de suas vidas. E espero que meu livro seja para se manter ao lado da cama. As pessoas podem ler um ou dois capítulos antes de caírem no sono, ou durante a manhã, assim que acordarem”, declarou.

“Gostaria que alguém olhasse para mim e dissesse: ‘Muito obrigado por não desistir’. Uma frase essencial que surgiu durante o meu tratamento, pendurada em um post-it amarelo na parede, era a seguinte: ‘Somos produtos dos nossos pensamentos’. O importante não é vencer. É pensar como um vencedor. A vida é composta de 10% do que acontece conosco e 90% sobre como lidamos com isso. Espero que minha história possa ajudar outras pessoas a lidarem com o que está acontecendo da maneira correta. Como técnico, minha preocupação é criar uma cultura: um ambiente de trabalho multiplicado pelos valores”, complementou.

Vialli não entrou em detalhes sobre onde está localizado o tumor. O ex-atacante passou oito meses realizando quimioterapia e seis semanas passando por sessões de radioterapia. Embora tenha trabalhado como técnico de Chelsea e Watford na virada do século, Vialli passou os últimos anos atuando como comentarista na televisão italiana. Também possui seu próprio negócio, uma plataforma de crowdfunding para que os torcedores ajudem a financiar projetos de seus clubes.

Entre os feitos de Vialli como jogador estão a conquista de dois títulos da Serie A, quatro da Copa da Italia, um da Copa da Inglaterra, um da Copa da Liga Inglesa, um da Liga dos Campeões, um da Copa da Uefa e dois da extinta Recopa Europeia. Também terminou como artilheiro do Italiano em uma oportunidade. Atacante de enorme dinamismo e muita habilidade, se destacava justamente por unir físico e técnica. Além de possuir um instinto apurado para marcar gols, também ajudava bastante na criação, por sua inteligência para observar o jogo.