Não foi necessária nem a presença de James Maddison para o Leicester golear o Newcastle. Mesmo sem o meia, um de seus melhores jogadores, as Raposas aplicaram um impiedoso 5 a 0 sobre o time de Steve Bruce, neste domingo (29), alcançando a terceira colocação da Premier League.

A primeira boa chance do Leicester veio logo aos dois minutos de jogo. Harvey Barnes fez ótima jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para Ayoze Pérez, no meio da área, mas o jogador não conseguiu fazer valer a lei do ex, parando em Dubravka.

Não demorou muito para o Leicester começar a confirmar seu favoritismo: aos 16 minutos, Danilo Pereira partiu do meio do campo com a bola, tabelou com Pérez e a levou até a meia-lua da área do Newcastle. De lá, ainda no pique, acertou um chute forte, cruzado e baixo para bater Dubravka e abrir o placar, no canto direito do goleiro.

No 11 contra 11, o Leicester já era superior, mas Isaac Hayden facilitou as coisas. Ainda no primeiro tempo, aos 43 minutos, cometeu falta irresponsável em Dennis Praet e foi expulso. Os donos da casa não conseguiram tirar proveito imediatamente e ampliar o placar ainda antes do intervalo, mas tudo bem, porque o segundo tempo seria arrasador.

Aos nove minutos da etapa complementar, Praet deu belo lançamento para Barnes, que tocou por cima da marcação para Vardy. O atacante então finalizou cruzado, e, mesmo sem ângulo, conseguiu bater Dubravka e fazer 2 a 0.

A partir de então, abriu-se a porteira. Três minutos depois, Pérez tocou para Pereira, que serviu Praet. O belga chutou a gol e contou com desvio em Dummett para superar o goleiro do Newcastle e abrir 3 a 0. Com 19 minutos de segundo tempo, Vardy brilhou mais uma vez, agora de cabeça, após cruzamento milimétrico de Albrighton.

Jamie Vardy chegou a 14 gols em 17 jogos de Premier League desde a contratação de Brendan Rodgers para o comando técnico da equipe, número maior que o de qualquer jogador da liga no mesmo período.

Com 45 minutos de segundo tempo disputados, não faltava mais nada ao Leicester, mas o time teve o capricho de acrescentar mais um gol ao placar, mais uma vez em bola cruzada da esquerda: agora, Chilwell serviu Ndidi, que dominou e girou com a bola antes de bater para fazer 5 a 0.

Classificações Sofascore Resultados

Um placar tão alto não havia sido alcançado nem pelo time campeão da Premier League em 2015/16 sob o comando de Claudio Ranieri. É o mais largo do Leicester em um jogo de primeira divisão desde o 6 a 1 contra o Sheffield Wednesday em janeiro de 1987.

O futebol praticado e os resultados obtidos por esse Leicester são consequências do excelente trabalho de Rodgers. Desde que ele assumiu o comando do clube, sete meses atrás, os Foxes já somaram 31 pontos na Premier League, número que fica abaixo apenas de Liverpool (49) e Manchester City (46) no período.

Pontos na Premier League desde que Brendan Rodgers assumiu o comando do Leicester

  1. Liverpool – 49
  2. Manchester City – 46
  3. Leicester – 31
  4. Chelsea – 30
  5. Arsenal, Everton – 28
  6. Palace, West Ham – 27
  7. Manchester United – 22

Às vésperas do início desta temporada, o Leicester era apontado ao lado de Everton e Wolverhampton como candidatos a tomar um lugar no Top 6. Sete rodadas de Premier League depois, Everton e Wolves vão decepcionando, enquanto o Leicester joga melhor do que o esperado e, com a goleada deste domingo, faz uma declaração: é uma força a ser reconhecida.