Acabou o mistério sobre quem será o goleiro titular da Alemanha na Copa. Jürgen Klinsmann confirmou nesta sexta a escolha por Jens Lehmann como o dono da posição. A polêmica sobre a demora na definição entre o jogador do Arsenal e Oliver Kahn foi motivo de críticas ao treinador da seleção.

“Foi a decisão mais difícil do meu período como técnico. Após o amistoso contra os Estados Unidos [Kahn foi o titular e falhou no gol marcado pelos norte-americanos], analisamos intensivamente o desenvolvimento ao longo dos últimos 22 meses e agora tomamos uma decisão”, disse Klinsmann em declaração publicada no site oficial da federação alemã.

De acordo com Andras Köpke, treinador de goleiros da seleção, houve uma pequena diferença a favor de Lehamnn na disputa com Kahn. “Os dois possuem grande capacidade. Estamos totalmente convencidos de que Lehmann corresponde melhor à nossa filosofia de jogo”, analisou.

Oliver Bierhoff, assistente de Klinsmann, fez um pedido especial para a torcida. “A questão da escolha do goleiro foi fortemente explorada pelo público nas últimas semanas. Não foi fácil para o técnico tomar esta decisão. Peço para que respeitem esta decisão e dê a confiança necessária para Lehmann”.

Klinsmann fez um revezamento entre os dois goleiros para os jogos da Alemanha e adiou ao máximo a decisão pelo titular na Copa. Uli Hoeness, diretor do Bayern de Munique, criticou o treinador por esta demora, acusando-o nesta semana de fazer “terrorismo psicológico”.

Lehmann e o Arsenal vivem uma fase muito boa. O goleiro está há oito jogos sem levar gols na Liga dos Campeões. Já Oliver Kahn sofreu algumas contusões nas últimas partidas pelo Bayern de Munique. No empate por 2 a 2 com o Colônia, na semana passada, Kahn cometeu falhas nos dois gols do rival.

´Estou muito surpreso e extremamente decepcionado. Nas próximas semanas, vou me concentrar em meu trabalho no Bayern para a Bundesliga e a Copa da Alemanha´, disse Kahn em declaração ao site oficial do Bayern.


Os comentários estão desativados.