Claro, o Campeonato Italiano já deve ter conhecido muitos times fracos em sua história. Mas dificilmente algum deles está sofrendo tanto quanto o Benevento. Nesta 11ª rodada da Serie A, o último colocado sofreu outra derrota – aliás, uma goleada: 5 a 1 para a Lazio. E continua sem pontuar.

Desde o começo, já ficou claro que o jogo seria tranquilo para os laziale no estádio Ciro Vigorito. O primeiro gol veio já aos cinco minutos. Em cobrança de escanteio, Ciro Immobile escorou na segunda trave, e a bola bateu em Bastos antes de entrar – o angolano recebeu a autoria do gol. Aos 13, o 2 a 0: Immobile recebeu de Sergej Milinkovic-Savic na entrada da área, avançou pela direita e bateu de direita, no canto oposto do gol. Mais dez minutos, e houve o terceiro gol do time da capital. Desta vez, a jogada foi de Senad Lulic, que dominou a bola e a deixou com Immobile. Na área, o camisa 17 laziale tocou para o lado, e Adam Marusic entrou escorando na pequena área.

O Benevento só arriscou chegar perto do gol na etapa inicial aos 29 minutos, quando Danilo Cataldi finalizou, muito por cima do gol. A Lazio já tratou de se impor novamente, logo depois. Milinkovic-Savic quase marcou aos 37 minutos, completando da entrada da área para boa defesa de Alberto Brignoli, espalmando para fora.

No segundo tempo, porém, o time da casa melhorou no ataque. E até sonhou com um resultado melhor ao fazer o seu primeiro tento, aos 10 minutos. Em chute de Amato Ciciretti, o goleiro Thomas Strakosha defendeu, mas Achraf Lazaar dominou o rebote e finalizou para o gol de honra. Aos 20, Pietro Iemmello quase fez, em arremate à queima-roupa que deu dificuldades a Strakosha.

Só que o ímpeto do Benevento foi definitivamente minorado no final do jogo, quando a Lazio encaminhou a goleada.  Aos 31 minutos, Nani se atrapalhou um pouco com a bola na direita, mas conseguiu manter o domínio e cruzá-la para Marco Parolo completar. Aos 41 minutos, coube ao próprio português finalizar a goleada. Em bonita jogada, fintando Lorenzo Venuti, Nani fez o seu gol – o quinto da Lazio. E deu sequência à via-crúcis do Benevento.