Lampard foi muito vaiado pela torcida do New York City, e não é para menos

A torcida expressou sua insatisfação na goleada por 7 a 0 sofrida para o New York Red Bulls

Foi um dia difícil para a torcida do New York City. O time mais novo da cidade foi derrotado por 7 a 0, em casa, pelo rival New York Red Bulls. Quem acabou pagando por tudo isso foi Lampard. Entrou aos 30 minutos do segundo tempo no lugar de Pirlo e foi recebido por muitas vaias no Yankee Stadium. Uma manifestação motivada pela humilhação da partida e também porque ninguém está muito contente com Lampard.

LEIA MAIS: Kaká decide vitória do Orlando City com duas belas assistências

Essa foi a estreia do inglês na temporada 2016 da Major League Soccer, depois de o New York City disputar 13 partidas, por causa de um problema na panturillha. Na temporada passada, ele já havia sofrido com problemas físicos e fez apenas 10 jogos pelo clube, nove como titular, marcando três gols e dando uma assistência.

Mas, além das lesões, o que contribuiu bastante para o descontentamento da torcida foi toda a confusão com o empréstimo para o Manchester City. Contratado na metade de 2014, Lampard foi emprestado por seis meses para o time de Pellegrini, mas seu bom desempenho fez com que os ingleses lhe oferecessem uma extensão de mais um semestre, para que ele pudesse terminar a temporada.

Lampard aceitou. Nessa época, a imprensa chegou a publicar que ele não havia contrato assinado com o New York City e poderia até mesmo ficar em definitivo no Manchester City. Lampard respondeu que tinha firmado um “acordo de intenção” com o time americano e garantiu que se apresentaria ao final da tempora da europeia. Realizou seu primeiro treino em julho, mas estreou apenas em agosto, por causa de algumas pequenas lesões.

Soma-se a isso a nova notícia de que Lampard fará parte da equipe de comentaristas da BBC para a Eurocopa de 2016, entre junho e julho. O problema é que a MLS não interromperá seu campeonato, e haverá cinco partidas do New York City marcadas para o período do torneio europeu, o que no mínimo dividirá sua atenção.

Dentro desse contexto, dá para entender muito bem as vaias que ele recebeu no Yankee Stadium.