Depois de o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, anunciar na semana passada que La Liga poderia retornar a partir de 8 de junho, a competição oficializou neste sábado (30) a sua data de reinício: 11 de junho. O cronograma foi completo, com a liberação para treinos coletivos a partir da segunda-feira (1) e a estimativa de que o Campeonato Espanhol seja finalizado em 19 de julho.

Conforme o texto publicado em seu site oficial, La Liga avança em seu processo de retorno aos gramados graças à flexibilização de certas atividades anunciada pelo governo espanhol neste sábado. Ainda assim, a liga garante que os clubes precisarão seguir um protocolo restrito de treinamento, feito pela entidade em conjunto com o Conselho Superior de Esportes.

A preparação para o retorno do Campeonato Espanhol consiste em quatro fases. A quarta e última é justamente o início dos treinos coletivos nesta segunda-feira. Antes dela, houve os exames médicos e os treinos individuais em todos os clubes (1); treinamentos em grupos reduzidos de até dez jogadores (2) e, depois, de até 14 atletas (3).

No atual cronograma, com 11 rodadas a serem disputadas, La Liga ­deverá, segundo o próprio comunicado, acabar no fim de semana de 18 e 19 de julho. No entanto, o texto deixa aberta a possibilidade de que a programação se altere caso a evolução da pandemia impeça o prosseguimento desta reta final da competição.

Otimista para os próximos meses, Javier Tebas, presidente da liga, já projetou uma data para o início da temporada 2020/21: 12 de setembro.

O jogo de reabertura do Campeonato Espanhol será o Dérbi da Andaluzia, entre Sevilla e Betis, de acordo com comunicado do Conselho do Esporte da Espanha, divulgado na sexta-feira (29).