O zagueiro Laurent Koscielny se recusou a viajar para integrar o elenco do Arsenal na pré-temporada que o clube fará nos Estados Unidos. O clube publicou um comunicado no seu site deixando clara a insatisfação e tomará medidas disciplinares contra o capitão do time, que tem 33 anos. O jogador quer forçar uma saída do clube, voltando ao seu país, com Lyon, Bordeaux e Rennes como clubes especulados para a sua contratação.

O contrato de Koscielny com o Arsenal só tem mais uma temporada, até junho de 2020. A ideia do zagueiro é ser liberado do seu vínculo de graça, se tornando agente livre e podendo assinar com quem quiser. Só que o seu comportamento deixou o Arsenal muito insatisfeito. Por isso, o clube divulgou uma nota condenando publicamente a atitude do jogador, algo pouco usual para o time inglês.

“Laurant Koscielny se recusou a viajar para os Estados Unidos para o nosso tour de pré-temporada. Nós estamos muito decepcionados pelas ações de Laurent, que vão contra nossas claras instruções. Nós esperamos resolver esta matéria e não irá oferecer mais nenhum comentário neste momento”, diz a nota divulgada pelo Arsenal.

As especulações sobre o futuro de Koscielny já aconteciam ao final da temporada passada, já que o seu contrato entraria no último ano. Só que as coisas esquentaram mais com a reapresentação do time na última sexta-feira, dia 5 de julho, e ganhou capítulos mais dramáticos nesta quinta, 11, quando o jogador só foi ao clube para informar que não iria viajar para a pré-temporada nos Estados Unidos.

O Arsenal começa a sua pré-temporada com jogo na próxima segunda-feira, 15, contra o Colorado Rapids. Depois, joga contra Bayern de Munique, Fiorentina e Real Madrid, em amistosos nos Estados Unidos.

A posição do Arsenal em relação ao pedido de Koscielny é que não quer permitir que jogadores abandonem seus contratos, ainda mais quando é um jogador considerado chave, como o zagueiro, que era titular do time, além de capitão. Segundo o clube inglês, não houve qualquer contato de outros clubes para a contratação do jogador.

Entre os jogadores para a posição, o técnico Unai Emery tem Shkodran Mustafi, Rob Holding, Sokratis Papastathopoulos e Nacho Monreal, que se adaptou a jogar como zagueiro, já que é lateral esquerdo de origem. O Arsenal aceita ouvir propostas por Mustafi, e Holding não deve participar da pré-temporada porque está se recuperando de uma lesão de ligamento cruzado anterior do joelho. Há também Calum Chambers e Konstantinos Mavropanos no elenco, o primeiro emprestado ao Fulham na temporada passada e o segundo que não foi usado no time principal até agora.

Koscielny chegou ao Arsenal em 2010, vindo do Lorient, e esteve nas conquistas da Copa da Inglaterra do clube em 2014 e 2015. Sem estar na Champions League, o Arsenal sofre para fortalecer o seu elenco sem um grande orçamento.