A Konami apresentou, no final de julho, a capa da nova edição do Pro Evolution Soccer, o eFootball PES 2020, com quatro jogadores de clubes parceiros. Miralen Pjanic, da Juventus, Serge Gnabry, um dos destaques do Bayern de Munique na última temporada, e Lionel Messi, do Barcelona, foram escolhas fáceis de entender. O rosto do Manchester United, um pouco menos, porque Scott McTominay mal passou dos 50 jogos pelo clube inglês. 

Em entrevista ao site Goal, o diretor de Marca e Desenvolvimento de Negócios da Konami, Jonas Lygaard, explicou que a decisão levou em consideração o nível de certeza de que o jogador não mudaria de clube naquela temporada. “Conversamos com o clube, conversamos com o jogador e seus representantes para ter uma indicação do que está acontecendo com o jogador. Por exemplo, Neymar. Quando ele saiu do Barcelona, ninguém no mundo esperava que ele fosse embora por tanto dinheiro, mas aconteceu. Então é muito difícil”, disse. 

“O lado bom é que quando você tem uma boa relação com o jogador e com os representantes do jogador e do clube, conseguimos ser alertados com antecedência”, acrescentou. “Eu direi que – não para o Manchester United, mas para outros clubes – mudamos o embaixador quando recebemos uma indicação de que alguma coisa poderia acontecer”.

Mesmo com a possibilidade de jogadores famosos como Lukaku – que acabou saindo – e Paul Pogba – que acabou ficando – não emplacarem a temporada pelo Manchester United, haveria outros mais atraentes do que McTominay, mas pesaram também o perfil do time que Ole Gunnar Solskjaer pretende montar e o bom relacionamento da empresa com os representantes do escocês, segundo o diretor. 

“Solskjaer quer desenvolver um novo Manchester United, com jovens jogadores surgindo e construindo o time desde a base. Temos McTominay, um talento fantástico, com um futuro promissor. Algumas pessoas o veem como um futuro capitão, então há muitas coisas boas sobre ele. Sua equipe é fantástica. Isso foi realmente importante, a maneira como eles se comunicaram conosco e como articularam como gostariam de trabalhar conosco foi realmente importante no processo de tomada de decisão”, disse. 

Por fim, os atributos pessoais de McTominay também influenciaram a decisão. “Ele é um garoto jovem, mas muito articulado e ótimo à frente das câmeras. Ele fala bem, é inteligente e isso é muito importante para nós. Podemos colocá-lo à frente das câmeras e fazer coisas interessantes com ele”, encerrou.