Documentos vazados pelo Football Leaks escancararam uma articulação de bastidores para reunir os maiores clubes da Europa em uma Superliga, que seria mais rica e mais competitiva. Um conceito parecido foi defendido pelo zagueiro Vincent Kompany, em entrevista ao site Sporza. O jogador do Manchester City acredita que campeonatos de países pequenos, como Bélgica e Holanda, deveriam se unir para serem mais fortes.

“Eu olho para o futuro do futebol de uma maneira completamente diferente. Primeiro, as competições dos países pequenos precisam se unir. É simples assim. Eu não entendo por que países como Bélgica e Holanda não se juntam para fazer uma competição maior e novamente criar grandes times em nível europeu”, argumentou.

Kompany afirma que equipes belgas como Anderlecht, Club Brugge e Standard Liège, que já fizeram barulho em palcos europeus, sentem que não podem competir com clubes como Real Madrid e Barcelona. “Também na Escandinávia, Áustria e Suíça… não entendo por que eles ficam em ligas pequenas que nunca vão superar o poder das grandes ligas. Não sei por que elas não trabalham juntas e, se houver uma Superliga, todos esses clubes estariam completamente diferentes”, acrescentou.

Kompany foi questionado se a sua ideia não prejudicaria os menores clubes desses países mencionados. “Ninguém está dizendo que os clubes não podem subir para essa nova competição e se organizarem”, rebateu.

O treinador da seleção holandesa, Ronald Koeman, expressou preocupações esta semana com o desequilíbrio da Eredivisie. O PSV lidera a tabela com 12 vitórias em 12 rodadas, seguido pelo Ajax, que tem 10 triunfos, um empate e uma derrota – para o PSV. “Não acredito que outros clubes estejam mais fracos que na temporada passada. PSV e Ajax estão muito fortes. Ajax e PSV jogam na Champions league, aprendem muito e ficam ainda melhores”, argumentou.

PSV e Ajax ganharam sete dos últimos oito títulos holandeses, com o Feyenoord campeão em 2016/17. Na Bélgica, Anderlecht, Standard Liège e Club Brugge levaram 16 dos últimos 19 troféus nacionais, com exceções para o Genk, duas vezes vencedor, e o Gent, campeão de 2014/15.


Os comentários estão desativados.